segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Defesa Civil faz alerta à população sobre período de chuvas no DF


Para período chuvoso do Distrito Federal, entre os período de outubro e abril, está prevista a manifestação de fenômeno meteorológico de natureza grave. As características desse fenômeno são chuvas intensas, isoladas e de curta duração, associadas a ventos fortes de rajada com velocidade de até 90 Km/h, à tarde e no início da noite.


O impacto das chuvas tem ocasionado severos danos e perdas aos equipamentos públicos e privados e, não menos diverso, à integridade e ao patrimônio da comunidade. Por conta disso, a Defesa civil do Distrito Federal orienta a população a terem os seguintes cuidados:

Antes das chuvas
–     Providencie a poda ou corte de árvores próximas a residências, com risco de queda. (Procure o Departamento de Parques e Jardins da Novacap ou a Administração Regional);
–     Conserte as falhas no telhado. Troque as telhas quebradas, reforce os pinos de fixação ou as madeiras;
–     Isole a fiação elétrica;
–     Não acumule lixo nem entulhos nas ruas. Com a chuva, os mesmos vão parar nos bueiros ou bocas-de-lobo causando entupimentos.

Durante as chuvas
–     Se o nível da água estiver subindo, vá com sua família para um lugar seguro. Se estiver ao ar livre, procure um abrigo seguro, longe de árvores. Elas atraem raios e seus galhos podem cair.

Logo depois das chuvas
–     Cuidado com a água que for beber. Veja se não foi contaminada pela inundação. Isso traz sérios riscos à sua saúde.
–     Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados, pois há risco de choque elétrico e curto circuito.

No trânsito
– Dirigir sob chuva forte requer dos motoristas cuidados adicionais e uma atenção maior.
– Procure um local alto e espere o nível de água baixar;
–     Não pare o carro próximo a árvores ou postes. Há risco de não resistirem ao vento e cairem sobre o carro. Os fios dos postes podem ainda arrebentar, provocando acidentes com choques;
–     Não ande ao lado de caminhões e ônibus. A marola provocada por eles pode inundar o seu carro;
–     Ao atravessar poças, mantenha aceleração contínua, em primeira marcha;
–     Diminua a velocidade e procure aumentar a distância do veículo da frente;
–     Não passe com seu veículo em vias em que não é possível visualizar parte do meio fio;
–     Sintonize o rádio do carro nas emissoras que estejam orientando os motoristas.
CUIDADO: Poças d’água podem ocultar buracos.

Chuvas acompanhadas de raios.
Se estiver em casa
–     Use somente telefone sem fio;
–     Fique distante de tomadas, canos, janelas e portas metálicas;

Se estiver na rua
–     Evite segurar objetos metálicos longos como varas de pescas e tripés;
–     Pipas ou aeromodelos com fio devem ser evitados;
–     Evite andar a cavalo;
–     Saia da água em piscinas, córregos, rios e lagos.

Outras recomendações para evitar acidentes com raios
–     Evite lugares que ofereçam pouca ou nenhuma proteção contra raios, tais como:
–     Celeiros.
–     Tendas ou barracos;
–     Tratores, motocicletas ou bicicletas;
–     Campos de futebol;
–     Quadras de tênis;
–     Estacionamentos;
–     Alto de morros ou topos de prédios;
–     Cerca de arames, varais metálicos, linhas aéreas e trilhos;
NUNCA SE ABRIGUE DEBAIXO DE ÁRVORES

Seja rápido na iminência de inundações, alagamentos, desabamentos e soterramentos:
–     Abandone sua residência nos casos de maior gravidade (havendo muita infiltração, algum barulho estranho, rachaduras nas paredes, etc.);
–     É preferível perder bens à vida;
–     Saia de casa, caso more às margens de córregos ou próximo a encostas;
–     Procure manter a calma acima de tudo;
–     Providencie a evacuação do local e retirada das pessoas que ainda estejam correndo risco;
–     Providencie socorro às vitimas através dos bombeiros;
–     Transmita alarme aos vizinhos em caso de súbita elevação das águas;
–     Há riscos sérios nas correntezas de vias, córregos e rios porque são violentas e carregam objetos cortantes e perfurantes, além do risco de se carregado por ela;
–     Coloque etiquetas ou identifique os móveis de alguma forma caso tenha que ser transportado para um abrigo;
–     Ensine sua família a proteger-se. Converse sobre estes conselhos.

Ligue em primeiro lugar para os bombeiros (Telefone 193).

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...