quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Filhos são os maiores agressores de idosos


Aproximadamente 60% dos agressores de pessoas idosas são os próprios filhos. O dado  está no Mapa da Violência Contra a Pessoa Idosa no Distrito Federal, elaborado pela Central Judicial do Idoso, com dados do ano de 2013. O Mapa será lançado nesta quinta-feira, 20/11, durante o seminário Políticas Públicas de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa. O evento acontece no auditório sede do Ministério Público do DF, das 13h30 às 17h. A participação é gratuita e as inscrições podem ser feitas no local.

O Mapa mostra um crescimento significativo nos casos registrados de violência contra idosos entre os anos de 2012 e 2013, o que se deve tanto ao aumento no número de casos ocorridos quanto ao incremento na quantidade de denúncias. As mulheres foram as maiores vítimas da violência (64%) e a  faixa etária mais atingida, para ambos os sexos, foi  aquela entre 60 e 69 anos, contabilizando 38% dos casos.
Durante o seminário, a Central Judicial do Idoso apresentará moção em prol da criação de uma delegacia do idoso no DF.
A Central Judicial do Idoso é uma proposta pioneira no Judiciário nacional, fruto de um convênio entre o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios - TJDFT, o Ministério Público do DF e a Defensoria Pública do DF. No âmbito do TJDFT, a Central faz parte do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos - Nupecon que integra a 2ª Vice-Presidência, comandada pelo desembargador Waldir Leôncio Júnior. A CJI é coordenada pelas juízas Gabriela Jardon e Monize Marques, do TJDFT, pela promotora Sandra Julião e pela defensora Elisângela Miranda.
A Central é um serviço interdisciplinar destinado à pessoa idosa do DF, que tenha seus direitos ameaçados ou violados e que necessite de orientação e atendimento na esfera da Justiça. Seus objetivos principais são garantir a efetiva aplicação do Estatuto do Idoso, prover a comunidade do DF de informações, promover a articulação com instituições para atendimento das demandas existentes e assessorar autoridades competentes.
TJDFT
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...