sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Oba-oba em Ceilândia não garante vaga na administração


As movimentações políticas que vem acontecendo em Ceilândia, com manifestações culturais e discursos inflamados de todas as correntes políticas, que dá ao morador mais desavisado a sensação de que a eleição de 2014 ainda não acabou, não vai garantir uma vaga para administrar a cidade à partir de 2015. Há uma disputa velada entre os pretensos candidatos que fingem um acordo de união em prol do bem da cidade, mas como já deixou bem claro a coordenação de transição em uma dessas reuniões, não existe um processo eleitoral, ou seja, tudo como dantes no quartel de abrantes, o futuro administrador de Ceilândia será indicado pelo novo governo num critério estritamente político. É um jogo de cartas marcadas, e o vencedor dessa disputa dificilmente será escolhido pela sua capacidade de encher um auditório de pessoas. 

Por Douglas Protázio 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...