quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Policial encarregado de investigar roubo a banco em Taguatinga é preso acusado de roubar o dinheiro investigado


A 3ª Vara Criminal de Taguatinga recebeu denúncia das Promotorias de Justiça Criminais de Taguatinga, do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), e determinou a prisão preventiva dos réus Sérgio Luiz Pereira da Silva, então chefe da seção de investigação da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos, e Fábio da Silva Boaventura, militar do Exército. Eles foram detidos, na manhã desta quarta-feira, dia 17, pela Polícia Civil do DF. Os acusados foram denunciados, no último dia 15, com pedido de prisão preventiva, por crimes de roubo triplamente qualificados pelo concurso de pessoas, uso de arma e restrição à liberdade.

As investigações do caso, iniciadas em setembro de 2014, apuraram que os acusados e outra pessoa, ainda ignorada, roubaram os R$ 660 mil que haviam sido furtados do Banco Bradesco em agosto deste ano. A operação foi realizada, em conjunto pelas Promotorias de Justiça Criminais de Taguatinga e a Corregedoria-Geral da Polícia Civil do Distrito Federal.

À época, Sérgio Silva era o chefe da seção de investigação responsável pela apuração desse fato e, valendo-se da sua condição especial de policial civil, descobriu o local onde o dinheiro do banco estava e, em conjunto com Fábio e a outra pessoa, roubaram a quantia.

A prisão preventiva não tem prazo e destina-se à garantia da ordem pública, pela gravidade do caso.

MPDFT
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...