quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Bonezaço em Ceilândia defende a vida e a liberdade de expressão


A Rede Urbana de Ações Socioculturais – RUAS – realizará no dia 31 de janeiro de 2015, o primeiro “Bonezaço” do Distrito Federal a favor da liberdade de expressão, liberdade de identidade e principalmente pelo direito a vida do jovem. O evento será na Praça do Cidadão, em Ceilândia Norte.
Símbolo de tribos urbanas e usado como adereço ou proteção contra o sol, o boné é característico da juventude, podendo até ser um dos símbolos que caracterizam essa parcela significativa da população.

Essa característica infelizmente tem um lado não compreendido. Jovens sofrem com a agressividade de policiais que, em suas batidas, identificam os que usam bonés como bandidos. Antônio de Pádua, coordenador da Rede Urbana de Ações Socioculturais diz que: “O boné incomoda talvez por ser exatamente um símbolo que identifica a origem e o orgulho dessa juventude”.
Além do preconceito pela identidade e expressão, há uma maior preocupação, até por ser irreversível, com o genocídio da juventude em sua maioria negra.  Max Maciel, também coordenador da Rede Urbana de Ações Socioculturais reflete: “O Brasil mata 82 jovens por dia. E porque matamos tantos jovens no Brasil?”
De acordo com o Mapa da Violência 2014, enquanto a taxa de homicídios entre a população não jovem é de 14,9 a cada 100 mil habitantes, entre jovens de 15 a 29 anos ela chega a 42,9 durante o período 1980 a 2011. No mesmo intervalo, homicídios foram responsáveis por 28,5% das mortes de jovens no País, mas foi causa apenas de 2% dos óbitos da população não jovem. Foram mortos, no mesmo período, 20.852 jovens negros, um número três vezes maior que o número de homicídios de jovens brancos.
Serviço
Local: EQNM 18/20 – Praça do Cidadão – Ceilândia Norte
Data: 31 de janeiro de 2015
Horário: 16h
Notibrás 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...