domingo, 25 de janeiro de 2015

CANDANGÃO 2015 - Ceilândia e Paracatu jogam apenas um minuto na estreia



Como vem virando costume nas estreias dos campeonatos de futebol no Distrito Federal, não pode faltar confusão. Um fato inusitado ocorreu na partida entre Ceilândia e Paracatu pela primeira rodada do Candangão 2015, neste domingo, no estádio Regional de Ceilândia (Abadião). Sem os jogadores devidamente registrados no Boletim Informativo Diário (BID), devido a falha no sistema da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), quase todos os jogadores do time mineiro não puderam entrar em campo.


Assim, o treinador Alex Oliveira teve apenas oito atletas à disposição para a partida. Como o jogador da base, Bruno, que foi chamado para compor o elenco passou mal antes do duelo, o Paracatu entrou em campo com seis na linha e um no gol. O goleiro Vítor, por sinal, entrou sem condições físicas ideais para o confronto com o Gato Preto de acordo com a diretoria do clube.

Com a bola em jogo, o Ceilândia partiu para o ataque e começou pressionar o adversário. No entanto, com um minuto de bola rolando, o arqueiro da equipe de Minas Gerais, caiu em campo sentindo dores, aparentemente no joelho direito. Com a contusão de Vítor, o Paracatu passou a contar com seis atletas em campo e o árbitro Alan Simei teve que apitar o fim do jogo.

Em entrevista à reportagem do Esporte Candango, o juiz do confronto comentou que iria relatar o fato na súmula e não competia a ele dar qualquer resultado à partida. Para o treinador do Ceilândia Adelson de Almeida, o fato é lamentável, pois só acaba mais com a força do futebol do DF. “Lastimável, o nosso futebol já está acabando e ainda acontece uma coisas dessas. Vamos esperar para ver o que acontece agora”, comentou.

De acordo com o presidente do Paracatu, Elias Andrade, não houve como trazer os cinco jogadores permitidos da base para compor o time que veio para Brasília realizar o duelo com o Ceilândia. “Eu dispensei os atletas dos juniores depois que chegaram da Copinha, por isso não os trouxe, só consegui dois”, explicou
Caso nada de extraordinário aconteça, na segunda rodada o Ceilândia vai ao estádio Augustinho Lima enfrentar o Formosa, na próxima quarta-feira (28), às 16h. Já o Paracatu recebe o Gama no Frei Norberto, no mesmo dia, mas às 17h.

Candangão 2015
Estádio Abadião - domingo, 25 de janeiro - 16h
Árbitro: Alan Simei
A1: Renato Gomes
A2: Muller Aniceto
4º árbitro: Bruno Pradera
Ceilândia: Léo, Dudu Lopes, Mário, Victor Felipe, Badihuga, Sandro, Juninho, Felipe Cirne, Edicarlos, Vinícius e Cássius
Técnico: Adelson de Almeida
Paracatu: Vítor, Binha, Luan, Flávio, Luizinho, Fabrício e Sabino
Técnico: Alex Oliveira

Por Haland Guilarde do Esporte Candango
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...