sábado, 7 de fevereiro de 2015

MTST ocupa 6 áreas do Distrito Federal nessa madrugada

Acampamento MTST em Ceilândia

A cidade com um dos metros quadrados mais caros do Brasil, onde o planejamento urbano afasta o pedestre e inibe qualquer um de usufruir dos espaços públicos, tem também um dos índices de inflação imobiliária mais altos do país. É nesse cenário que o MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem Teto realiza hoje uma grande ação integrada em regiões afastadas do centro político da capital federal.

Depois de conquistas recentes em São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza, o MTST ocupou essa madrugada (07), simultaneamente, seis terrenos do Distrito Federal. As regiões administrativas de Brazlândia, Ceilândia, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia e Taguatinga são os focos de atuação do movimento nessa madrugada de sexta-feira para sábado, 7 de fevereiro. A principal reivindicação é uma política habitacional definitiva que atenda as 2,5 mil famílias que lutam por moradia, assim como serviços públicos de qualidade nas regiões para beneficiar o conjunto da comunidade. 


Segundo Jussara Basso, integrante do movimento, o MTST, participou de uma série de reuniões com a presidenta Dilma Rousseff e, além da pauta da moradia, eles também relembram às razões que levaram às manifestações durante a copa no ano passado, como a reforma política e a democratização da mídia. Jussara ainda afirma que a atuação do movimento na cidade não é recente e já possui um histórico vitorioso. “A primeira ocupação do MTST em Brasília foi em 2012, o Novo Pinheirinho em Ceilândia. Em seguida o Novo Pinhieirinho de Taguatinga. As duas foram vitoriosas. Conseguiram que o DF fizesse uma política de auxílio moradia, que não existia até então, e até hoje essas famílias recebem mensalmente 600,00 de ajuda de custo pra pagar o aluguel. Outra coisa é que já existe uma área destinada para a construção de 1200 unidades habitacionais aqui.”

A polícia acompanhou todas as ocupações. Em Brazlândia e no Recanto das Emas a PM chegou a ameaçar a reintegração de posse, ainda que ilegal, já que não conta com mandato judicial para operação.

Mídia Ninja
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...