segunda-feira, 13 de abril de 2015

Intervenção proposta por projeto une arte à sustentabilidade em Ceilândia


O céu de Brasília estampado no muro do Centro Integral de Atenção à Criança (Caic) Professor Anísio Teixeira, em Ceilândia. A pintura coletiva, inspirada em obras do artista Athos Bulcão, faz parte  de um projeto cujo objetivo é disseminar a cultura por meio da arte e sustentabilidade, e despertar nas crianças o interesse pela arte.

A intervenção foi coordenada pelo artista plástico Renato Moll,  e idealizador do projeto Céu de Brasília. “Nosso objetivo é fazer com que os pequeninos criem um vínculo diferente com a escola. Participando de pinturas,  as crianças sentem um apego maior, pois sabem que ajudaram a colorir  o local onde estudam”, explica.

O uso de tintas atóxicas é uma prioridade. O produto artesanal pode  ser feito com elementos   como argila,  temperos e pigmentos vegetais e minerais. “Eu já trabalhei com crianças antes, e vi que era preciso ter tintas mais seguras. Com isso, tive a ideia de criar produtos atóxicos. Assim, temos a possibilidade de incluir mais a criança no meio artístico”, conta.

Durabilidade

No fim do ano passado, os alunos participaram da pintura do muro interno, junto aos artistas convidados. “Retornamos porque também queremos analisar a qualidade da tinta. Pelo que avaliamos, está superando nossas expectativas, pois, mesmo com a chuva e o sol, a pintura interna não sofreu muitas alterações”, avalia. 

Segundo Moll, ainda não foi encontrada uma fórmula perfeita, mas o  resultado tem sido  uma tinta durável. “Ainda estamos buscando o ponto. Com os elementos minerais, conseguimos     tonalidade  mais forte e vibrante, mas estamos testando materiais que permitam uma melhor textura e fixação”, afirma.

Saiba mais

No segundo semestre de 2014, o projeto fez três oficinas em escolas públicas,   inclusive no Caic  de Ceilândia, além de escolas no Itapoã e Estrutural. 

Os alunos aprenderam noções sobre arte, questões associadas à sustentabilidade e conheceram uma receita alternativa e natural para o preparo de tintas.

 Os estudantes receberam material didático composto por  cartilha em formato de revista em quadrinhos,  e puderam participar da pintura de um dos muros internos das escolas. Todas as pinturas são assinadas como #CéudeBrasília.

Jurana Lopes / JBr
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...