terça-feira, 14 de abril de 2015

Polícia afirma que já identificou 11 autores de homicídios cometidos entre sexta e domingo


De acordo com nota da Secretaria de Segurança,  a maior parte dos homicídios registrados entre 10 e 12 de abril já está com autoria definida, afirma o Departamento de Polícia Circunscricional da Polícia Civil do DF. Dos 14 homicídios registrados nestes três dias, apenas três seguem sem solução. Nos outros casos, os acusados já foram presos (3) ou apreendidos (um, porque se trata de adolescente que cometeu ato infracional análogo a homicídio) ou já estão identificados (7). A partir de agora, a PCDF trabalha na localização dos outros suspeitos para efetuar as prisões.


As primeiras prisões ocorreram na sexta-feira (10), quando policiais da 15ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Centro) identificaram o suspeito que atirou duas vezes na cabeça de um homem ainda não identificado. O crime ocorreu por volta de 21h, em frente ao Bar e Choperia Classe A, em Ceilândia. Wendell Borges Oliveira, 21 anos, confessou o crime e informou que se desentendeu com a vítima, no interior da boate. Depois que o estabelecimento fechou, algumas pessoas ficaram em frente ao local, entre elas a vítima. O suspeito pegou uma arma emprestada com um amigo e efetuou os disparos.

A segunda prisão em flagrante ocorreu no domingo (12), quando Gabriel Ronald Amaral Teixeira de Oliveira, 18 anos, foi localizado por agentes da 30ª Delegacia de Polícia (São Sebastião) após matar um adolescente de 16 anos, no Residencial Vitória, em São Sebastião. A Polícia suspeita que o crime tenha como motivação a disputa entre gangues rivais que existem na região.



Segundo o diretor do DPC, delegado Flávio Messina, a Polícia Civil está empenhada em identificar e prender todos os autores de homicídios ocorridos no DF. "Prova disso é a identificação de 11 dos 14 autores dos casos registrados no último final de semana. Diversas prisões já foram feitas e outras aguardam decisão judicial. A população pode ter certeza que todos os autores desses crimes serão presos rapidamente. Qualquer informação que ajude a identificar os restantes pode ser repassada para o telefone 197", ressaltou o delegado.


O último caso de flagrante resultou na apreensão de um adolescente de 17 anos, suspeito de matar a pauladas a sua tia, Antônia Lúcia de Oliveira, 70 anos. Segundo investigações conduzidas pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) em parceria com as 16ª DP e 31ª DP ambas em Planaltina, o adolescente queria o dinheiro da aposentadoria da idosa. Como ela teria se recusado, foi atingida na cabeça com um pedaço de madeira. O crime ocorreu no Setor Tradicional, por volta de 17h30. O adolescente será encaminhado à Vara da Infância e da Juventude.

No início da tarde desta terça-feira (14), o delegado-chefe da 2ª DP, Laércio Rossetto, recebeu a imprensa para anunciar a prisão do suspeito pela morte do instalador Marco José da Silva, 32 anos, ocorrida na sexta-feira passada (10), na 707 Norte.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...