quarta-feira, 13 de maio de 2015

Ceilândia terá a primeira estação de Metrô com captação de energia solar da América Latina


A América Latina terá a primeira estação de Metrô totalmente sustentável, com placas fotovoltaicas – que converte a luz solar em energia elétrica. O projeto piloto, fruto de uma parceria entre o Metrô-DF e uma empresa chinesa, será implantado na Estação Guariroba, em Ceilândia, para minimizar os impactos ambientais causados pelo serviço. 

A Companhia do Metropolitano planeja a inauguração da primeira estação com placas fotovoltaicas para setembro deste ano, como parte de uma ação do Programa Metrô Sustentável, lançado no último dia 21 de abril, pelo governador Rodrigo Rollemberg.

“A Estação Guariroba será a quarta no mundo totalmente autossuficiente em termos de energia elétrica e será um exemplo na América Latina. Milão, Nova Iorque e Nova Deli já têm estações com placas fotovoltaicas”, afirmou o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado. A empresa planeja estender o projeto para as outras 23 estações do DF. A energia captada servirá para abastecer a plataforma, bilheteria, mas não os trens, e o que sobrar será vendido à Companhia Energética de Brasília (CEB).

O Programa Metrô Sustentável foi elaborado de acordo com as diretrizes do Programa de governo local e federal e estabelece metas e prazos para execução de ações com viés social, sustentável, econômico e educativo. A ideia é lançar projetos para utilização de energias renováveis no sistema metroferroviário; implantar a Agenda Ambiental na Administração Pública – A3P; conscientizar usuários e empregados quanto ao uso racional dos recursos naturais e consumo consciente, entre outros.

Carros elétricos

Outra ação do Metrô-DF para reduzir o impacto ao meio ambiente é a utilização de carros elétricos em substituição aos de gasolina. Foi publicada no Diário Oficial do DF da última segunda-feira (11), a cessão gratuita de dois veículos elétricos, por 30 dias, fabricados pela empresa chinesa BYD para que sejam realizados testes dessa tecnologia em prol da redução da emissão de gás carbônico. O Metrô-DF também testará a viabilidade de utilização de toda a frota, que hoje é de 46 veículos, por unidades elétricas. 

“É de suma importância trazer a sociedade para ser parceira deste programa. Para isto, ele está focado em ações de sensibilização e conscientização dos usuários do Metrô”, explicou a diretora de Administração do Metrô-DF, Glória Gama. A empresa fará uma campanha com funcionários para mostrar a necessidade de redução de água, energia elétrica, copos descartáveis e papéis.

O Metrô ainda estuda a utilização da água da chuva para a lavagem dos trens. A empresa começará um projeto para recolher o líquido do telhado do pátio de manutenção dos trens e disponibilizá-lo para o uso sustentável. 
Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...