quarta-feira, 27 de maio de 2015

GDF dá calote de cinco meses e "Na Hora" poderá deixar de existir


Assim como está acontecendo com várias empresas no DF, que estão com muitas dificuldades financeiras devido à falta de pagamento do GDF, o serviço do "Na Hora” poderá deixar de existir, caso o GDF não salde suas dívidas com a empresa fornecedora de serviços. Veja reportagem do Diário do Poder. 
Deixou de existir um dos poucos serviços admirados pela população de Brasília, o “Na Hora”, serviço do Governo do Distrito Federal (GDF) de emissão imediata de documentos, como carteiras de identidade.
O GDF contratou, há sete anos, a empresa B2BR para fazer o gerenciamento do serviço em cinco pontos no Distrito Federal. No entanto, o governo nunca atualizou os valores do contrato e, desde dezembro de 2014, deixou de pagar a empresa.
A B2BR divulgou uma nota onde informa o encerramento das atividades por “falta de condições contratuais”. Na nota, a empresa diz que “tentou de todas as formas permanecer com o Na-Hora em plena atividade”, mas após manter os serviços por cinco meses sem pagamentos, resolveu suspender as atividades.
Para tentar contornar o problema, o GDF publicou um pregão eletrônico do qual 13 empresas desistiram, e fracassou. Agora o governo faz um processo emergencial de contratação, que até agora não foi concluído. O contrato com a B2BR se encerrou no último sábado (23) e os serviços do “Na Hora” estarão suspensos a partir desta quarta-feira (27).
A Secretaria da Justiça e Cidadania do GDF informou, através da sua assessoria, que a informação “não procede”, apesar de admitir que “há problemas” no contrato com a empresa que gerencia o “Na Hora”. O subsecretário de Modernização do Atendimento Imediato ao Cidadão/Na Hora, Saulo Santos Diniz, garantiu ao Diário do Poder que todas as unidades do "Na Hora" estarão abertos nesta quarta-feira (27), em horário comercial, prontas para atendimentos. Veja a nota da empresa B2BR na íntegra:
Prezada população do Distrito Federal,
Após 07 anos de atendimento aos cidadãos de Brasília prestando serviços no Na-Hora, comunicamos o encerramento das nossas atividades por falta de condições contratuais por parte do GDF.
O GDF deixou de nos pagar por 05 meses e mesmo assim continuamos a atender todos que procuraram o Na-Hora. Honramos todos os custos com fornecedores e colaboradores mas infelizmente, nossos recursos financeiros foram gravemente abalados e não temos mais como prosseguir.
Além disso, o GDF publicou um pregão eletrônico que foi totalmente fracassado, por conter obrigações que nenhum prestador de serviços teve condições de cumprir.
Depois disso, fez um processo emergencial que não foi concluído até a presente data, portanto, estamos sem condições de continuar na prestação dos serviços.
Queremos deixar aqui registrado que tentamos de todas as formas permanecer com o Na-Hora em plena atividade. E que estamos muito preocupados com os desdobramentos que este processo poderá acarretar para nós – da B2BR – e para a população do GDF, em geral.
Agradecemos mais uma vez o apoio e confiança dos cidadãos de Brasília que nos elegeu como excelente prestador de serviços durante todos esses ano. E que nos deu nota maior que 9,7 na avaliação do nosso atendimento.
A verdade é que lutamos para ficar e para atender ao povo de Brasília. Mas não conseguimos.
Obrigado a todos,
B2BR – Rodrigo Contreira, Diretor de Comunicação

Tiago de Vasconcelos no Diário do Poder
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...