domingo, 31 de maio de 2015

Jovem é condenado a 21 anos por participação com menor de idade em homicídio na Ceilândia


O Tribunal do Júri de Ceilândia acatou a tese do Ministério Público para condenar, no último dia 27, o réu E.P.C.M, vulgo Japão, a 21 anos, 1 mês e 19 dias de reclusão, em regime fechado, por participação no assassinato de Wililiano Olimpio Vieira, ocorrido em janeiro de 2014 na cidade. O homicídio foi praticado por um adolescente, porém contou com o apoio moral e material do acusado, que teve a pena aumentada por ter corrompido o menor de idade e por ter utilizado recurso que impediu a defesa da vítima: ela foi alvejada de surpresa.

O réu é reincidente, já foi condenado por roubo e responde novamente por roubo, tentativa de homicido, tráfico de drogas e falsidade ideológica. Para o promotor de Justiça João Antônio Sá Lima, a condenação é importante porque mostra para os criminosos que há um acréscimo na pena quando o maior de idade utiliza-se de menores para a prática de crimes.
Relembre o caso
No dia 6 de janeiro de 2014, por volta das 3h30 da madrugada, a vítima discutiu com M.A.C.S na casa de festa Spazium, em Ceilândia. M.A.C.S ameaçou Vieira e fez algumas ligações ao celular. Logo depois, a vítima deixou o local e foi seguida por duas pessoas, Japão e um adolescente. O réu entregou uma arma de fogo para o menor, que atirou várias vezes contra Vieira.
M.A.C.S foi impronunciada – decisão judicial na qual se descaracteriza a competência do Tribunal do Júri para julgar – porque as investigações não conseguiram descobrir o teor da conversa telefônica. Já a investigação contra o menor de idade foi encaminhada para a Delegacia da Criança e do Adolescente II (DCA), mas ainda não foi concluída.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...