sexta-feira, 26 de junho de 2015

Crianças e jovens de Ceilândia aprendem sobre o consumo de hortaliças



Nessa quarta e quinta-feira (24 e 25/6), alunos do Centro Olímpico e Paralímpico de Ceilândia (Parque da Vaquejada) participaram de uma palestra sobre o cultivo de hortaliças e a importância do consumo frequente de frutas e verduras para a melhoria da qualidade da alimentação de crianças e jovens atletas, ministrada pela Embrapa Hortaliças.

Estudos indicam que o consumo desses vegetais melhora a qualidade da alimentação das crianças, gerando resultados para o crescimento físico e desenvolvimento intelectual. De acordo com Orébio Oliveira Sousa, técnico do núcleo de comunicação da Embrapa e responsável pela oficina, quanto mais aprendem sobre cada alimento, mais as crianças têm o desejo de consumí-lo. “É importante trabalhar com essas comunidades carentes. São as áreas que ainda precisam de alerta para a necessidade de consumir hortaliças”, avaliou. 

Atleta saudável 

Natan Marcelo Duarte Carvalho, 9 anos, aluno de natação do Centro, contou que já está acostumado a comer legumes e verduras e aprendeu muito com a atividade. “Achei interessante, porque vimos que todas as hortaliças têm o seu valor. A gente precisa comer todo dia, para ajudar na digestão, para praticar esporte e ter uma alimentação saudável”, observou o pequeno. 

A estratégia utilizada para o cultivo de hortaliças e a forma de reduzir a proliferação de pragas chamaram a atenção de André dos Santos, 13, aluno de futebol society. Já Gabriel Ramos, 16, se encantou pelo uso da ciência para o cultivo dos alimentos.

Nós podemos 

A palestra faz parte do primeiro ciclo Nós Podemos, um conjunto de atividades realizadas pela Fundação Assis Chateaubriand e Secretaria do Esporte e Lazer do Distrito Federal nos Centros Olímpicos e Paralímpicos de Ceilândia (Parque da Vaquejada), Riacho Fundo I, Samambaia e São Sebastião. 

Desde maio, os alunos desses COPs vêm desenvolvendo atividades complementares ao esporte para contribuir com a resolução de grandes problemas mundiais, listados em quatro dos oito objetivos de desenvolvimento do milênio (ODM) definidos pelas Nações Unidas e também conhecidos como os oito jeitos de mudar o mundo. São eles: o combate à fome, acesso à educação básica de qualidade, cuidados com a saúde e respeito ao meio ambiente.

Correio Web
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...