terça-feira, 16 de junho de 2015

Intervenção criminosa na APAED Ceilândia


O Site QuidNovi do jornalista Mino Pedrosa, publicou a informação de que Ministério Público do Distrito Federal após receber denúncia de má gestão na instituição filantrópica APAED (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais e Deficientes de Taguatinga e Ceilândia) que guarda crianças carentes portadoras de deficiência pediu na Justiça que autorizasse uma intervenção e indicou Vanessa Daniella Pimenta Ribeiro como interventora na instituição.

O site QuidNovi revelou com exclusividade as fraudes em notas fiscais duplicadas e usadas em prestações de contas em que a presidente, Maria das Graças Nunes Lima, que estava à frente da instituição foi apontada como má gestora pelos conselhos, deliberativo e fiscal da entidade. O processo que corria na Justiça foi extinto e agora a novidade esta com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal que descobriu que a interventora Vanessa Daniella faz parte de um esquema de lavagem de dinheiro juntamente com Benedito Domingues de Oliveira Neto, mais conhecido como Bené.
Foi na campanha para o governo de Minas Gerais que Bené chegou ser preso portando dinheiro em espécie após ter abastecido várias campanhas políticas em Minas Gerais, o avião particular de Bené foi abordado em Brasília pela PF e a partir desde momento foi aberto uma investigação que culminou novamente com a prisão de Bené.
O programa de rádio Retrato Falado denunciou a participação da interventora da APAED, Vanessa Danielle, que figura como sócia de Bené em várias empresas, de acordo com a Polícia Federal. A interventora rapidamente pediu sua substituição para o Ministério Público do DF. Até a data de ontem, Vanessa ainda é a responsável como interventora da instituição com uma remuneração salarial de R$ 5 mil.
Enquanto Vanessa procura se defender das acusações de lavagem de dinheiro no operação Anacrômio a ex-presidente Maria das Graças, apontada como má gestora volta a dar as cartas, inclusive assinando documentos na instituição.
É importante ressaltar que as crianças carentes, portadora de necessidades especiais, estão a merçê e alguns colaboradores já retiraram o apoio financeiro que se dava para a APAED.
O Ministério Público do DF ainda não tomou providências quanto ao afastamento da interventora, Vanessa Daniella, investigada na operação Anacrômio da Polícia Federal. Essa semana a PF fará uma devassa nas contas da instituição em busca do envolvimento de Benedito Rodrigues e a interventora Vanessa Daniella.
Quem esta perdendo noites de sono é o ex-senador Gim Argello e o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, que se declaram grandes amigos de Bené. A busca e apreensão do contador da organização criminosa segundo a PF, deve trazer a luz ao menos, 500 clientes do contador em todo Brasil.



Fonte : Portal QuidNovi / Mino Pedrosa ( http://migre.me/qjTNT )
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...