sexta-feira, 19 de junho de 2015

Oficina interativa realizada em Ceilândia reuniu cerca de 40 técnicos e agricultores


Com um componente de capacitação muito significativo dentro do processo de transição agroecológica, o projeto IntegraDF busca compartilhar conhecimentos com os agricultores participantes das atividades de pesquisa para, assim, gerar um efeito multiplicador na região de abrangência do projeto. No início do mês, uma oficina interativa realizada no Sítio Vida Verde, em Ceilândia/DF, reuniu cerca de 40 técnicos e agricultores para apresentar conceitos e experiências relacionados ao redesenho da propriedade rural.

O desenho da paisagem agrícola é muito importante para a estabilidade do sistema produtivo em fase de transição agroecológica porque está diretamente relacionado à diversidade que é a base do equilíbrio do sistema. "Todo sistema produtivo de base agroecológica está pautado no equilíbrio da natureza. Nesse sentido, ainda que existam insetos-pragas na propriedade, por exemplo, o equilíbrio ecológico evita a ocorrência de surtos populacionais que possam ser danosos aos cultivos", explica a pesquisadora Mariane Vidal.
Assim, a manutenção da diversidade e, por consequência, do equilíbrio é o ponto de partida no processo de reconstrução do sistema produtivo que visa à transição agroecológica. "Nesse processo, é preciso considerar a diversidade funcional, ou seja, os elementos que têm utilidade dentro da propriedade como plantas que atraiam inimigos naturais de pragas ou plantas que originem massa vegetal para produção de composto", exemplifica a pesquisadora ao pontuar que o projeto sustenta-se no tripé transição, diversidade e integração.
Durante a oficina, os agricultores participaram de uma dinâmica para planejar como deveria ser o desenho de sua propriedade em um prazo de três anos. De acordo com Mariane, a partir desse exercício, é possível demonstrar para os produtores quais caminhos devem ser trilhados durante a transição agroecológica para favorecer a agrobiodiversidade do sistema.
Iniciado em 2014, nesse ano, o projeto IntegraDF dá continuidade às atividades de pesquisa e de sistematização nas propriedades em transição e a expectativa é que o próximo curso aborde o manejo de solo e a reutilização de resíduos, para que se contemple a integração da produção de hortaliças com a produção animal. 
Embrapa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...