quarta-feira, 22 de julho de 2015

Atletas de Ceilândia disputam Pan-americano de Artes Marciais no RJ



Ceilândia, além de ser conhecida pela sua diversidade artística e cultural, também vem revelando atletas promissores em várias modalidades esportivas, principalmente nas artes marciais. Prova disso, é que quatro atletas nascidos e criados na região irão participar entre os dias 24 a 26 de julho, do Pan-americano de Artes Marciais, que será realizado no Rio de Janeiro. O campeonato terá entre 800 e 1,4 mil atletas. Eles disputarão cerca de 20 modalidades distintas durante a competição. O evento irá contar ainda com a presença de delegações do Brasil e outros países das Américas (Latina, Central e do Norte).


A comitiva de atletas ceilandenses aposta em uma das grandes revelações do Jiu-Jítsu, Pedro Henrique Maia, de 15 anos, que embarcará para o Rio de Janeiro na sexta-feira (24).  O atleta possui um currículo invejável. Recentemente ele conquistou o tricampeonato goiano. Pedro também foi campeão em Las Vegas do Campeonato Naga de Jiu-Jítsu em duas categorias (Submission e com kimono), e é tricampeão brasiliense. Atualmente, é o primeiro do ranking no Brasil e o segundo do mundo.

Pedro Maia pratica o esporte há três anos conta que participar pela primeira vez do Pan-americano de Artes Marciais é uma realização. “Comecei a lutar apenas para aprender uma defesa pessoal, mas me destaquei. Agora tenho a oportunidade de sair de Ceilândia e participar do Pan- americano, o que é muito importante para qualquer atleta. Sem contar que poderei adquirir mais experiência e visibilidade no esporte”, conta Pedro.

Projeto Social

O projeto social Sou da Paz, Não Curto Violência -  idealizado pelo professor de artes marciais Severino Silva, de 45 anos, e apoiado pela administração Regional de Ceilândia, que atende crianças, jovens e adultos da comunidade, também vem revelando atletas e rendendo frutos no esporte. Durante a competição no Rio de Janeiro, o programa terá três representantes com grandes chances de medalhas nas modalidades de caratê, kung fu e Taekwondo.

Para a lutadora de caratê Érica Francisca, de 26 anos, e que há cinco participa do projeto, lutar em uma competição internacional e de grande visibilidade é a realização de um sonho, já que vem treinando nos últimos meses intensamente para a competição.  “Estou trabalhando em cima dos meus erros e espero ter um bom resultado, pois vejo no campeonato uma oportunidade de mostrar que Ceilândia também tem atletas competitivos”, ressalta a carateca.

Outra atleta prata da casa, Cíntia Daniella Ferreira, de 16 anos, também vem se despontando no esporte. Moradora de Ceilândia Norte, ela diz que entrou no projeto para ter mais disciplina e há nove meses só tem motivos para comemorar. Atualmente a lutadora é campeã regional de caratê entre as escolas do DF. “Estou muito ansiosa para essa competição, mas também estou muito confiante que tudo vai dar certo. Treinei forte para essa disputa e quero chegar lá e representar bem Ceilândia”, enfatiza.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...