quarta-feira, 15 de julho de 2015

GDF não cumpre decisão judicial que garante cirurgia à recém-nascida internada no Hospital de Ceilândia


A Justiça Federal determinou que o Governo do Distrito Federal (GDF) providenciasse cirurgia de traqueostomia e gastrostomia com internação à recém-nascida K.V.P.S., de dois meses de idade, na quinta-feira (9). A família conseguiu decisão favorável da Justiça com o auxílio da Defensoria Pública da União (DPU), mas não obteve, até o momento, o cumprimento de todas as providências por parte do GDF.

A criança foi internada em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), mas ainda aguarda pelos procedimentos de traqueostomia e gastrostomia. A Justiça Federal aceitou o pedido de antecipação de tutela feito pelo defensor público federal Ricardo Salviano porque K.V.P.S. estava internada no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), que não realiza o tratamento necessário.
A recém-nascida tem sequela neurológica por anóxia cerebral perinatal, problema que provoca distúrbio de deglutição grave, razão pela qual recebe dieta por sonda orogástrica e necessita com urgência das duas cirurgias.
*Informações da Defensoria Pública da União
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...