quinta-feira, 2 de julho de 2015

Inversão de tráfego nas avenidas comercial e samdu de Taguatinga começa no dia 18


A partir de 18 de julho, o trânsito nas Avenidas Samdu e Comercial, em Taguatinga, será em mão única. O projeto de mudança no sentido do tráfego nas duas vias deve ser apresentado aos moradores da região nesta sexta-feira (3), às 10 horas, no auditório da administração regional, na Praça do Relógio. Durante o encontro, a comunidade poderá apresentar sugestões ao projeto.

Com a alteração, o fluxo de veículos na Avenida Comercial será no sentido norte-sul, indo do Taguacenter à área central de Taguatinga. Quem trafegar pela Samdu seguirá para o lado inverso — do centro em direção à Avenida Hélio Prates.
A inversão do fluxo de veículos inclui a reprogramação das sinalizações horizontais e verticais, e das linhas de ônibus. Também estão sendo realizados serviços de recapeamento asfáltico, retirada de tachões que separam as pistas, reforço na iluminação pública, reparos nas calçadas e acessibilidade.
A iniciativa, coordenada pelo vice-governador Renato Santana, envolve as Secretarias de Mobilidade, por meio do Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans), de Gestão do Território e Habitação, e de Infraestrutura e Serviços Públicos; a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap); o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran) e a Administração Regional de Taguatinga.
Madrugada
Encarregada de revitalizar o asfalto da Avenida Samdu, a Novacap começou as obras de preparação, como levantamento de tampões de boca de lobo e poços de visitação (acesso para manutenção das redes de esgoto, telefone e energia), na semana passada. Os serviços são executados durante a madrugada e nos fins de semana para não interferir no fluxo do trânsito. A pavimentação da Avenida Comercial, revitalizada em 2014, sofrerá reparos onde for preciso. As calçadas entre uma avenida e outra também serão renovadas. Segundo estudo da Secretaria de Gestão do Território e Habitação, esse percurso será de, no máximo, 500 metros — o que significa 10 minutos de caminhada.

Ao DFTrans caberá efetuar as mudanças no itinerário das linhas de ônibus, enquanto o Detran promoverá as alterações da sinalização vertical, horizontal e semafórica. A elaboração dos projetos urbanísticos, que incluem a acessibilidade, o paisagismo e o ordenamento do espaço que abrange as vias, é de responsabilidade da Secretaria de Gestão do Território e Habitação.
Outras mudanças
As duas vias — por onde circulam cerca de 68 mil veículos por dia — são paralelas e de mão dupla, com duas faixas de rolamento em cada direção. A medida é o primeiro passo da preparação de Taguatinga para outras mudanças viárias, como a implementação do corredor do Eixo Oeste, que ligará a região e Ceilândia ao Plano Piloto.

A inversão do trânsito nas duas avenidas faz parte de um programa de intervenções viárias do governo de Brasília que resultará em novos modelos de transporte público para a região. Também estão previstas ainda outras ações, como a implantação de ciclovias em 2016.

Reunião com a comunidade de Taguatinga para apresentar o projeto de inversão das Avenidas Comercial e Samdu
3 de julho de 2015
Às 10h
No auditório da Administração Regional de Taguatinga, Praça do relógio, Lote A, Taguatinga Centro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...