domingo, 12 de julho de 2015

Judoca Ceilândense, Erika Miranda consegue o 1º ouro do Brasil no PAN


Érika Miranda, a judoca que que morou em Ceilândia, e treinava no antigo Sesi, conseguiu uma vitória sobre a canadense Ecaterina Guica, neste sábado (11), e conquistou o primeiro ouro do Brasil em Toronto, além do primeiro dela na carreira. A luta durou pouco e a atuação da brasileira foi brilhante. Mesmo com a torcida contra, Érika derrubou Ecaterina duas vezes em sequência, conseguiu o ippon com dois wazaris seguidos e subiu ao lugar mais alto do pódio.

"Eu queria muito que o primeiro já fosse ippon. Quando eu levantei, ela queria trabalhar chão, eu coloquei outro golpe. No país onde o futebol reina, quem manda é o quimono", disse Érika Miranda ao Sportv. "Eriquinha é uma veterana nos Pan-Americanos. Judô feminino, judô do Brasil tem a responsabilidade de levar 14 medalhas. Estamos só começando", avisa Rosi Campos, técnica da seleção feminina.

Foi o primeiro ouro do Brasil, que tinha batido na trave pouco antes com Kitadai, que ficou com a prata na categoria ligeiro. Com a conquista de Érika, o país soma um bronze, uma prata e um ouro no Pan, todas as medalhas conquistadas pelo judô, que pretende subir no pódio com todos os atletas. 

Sarah Menezes, de 25 anos, é campeã olímpica. Mayra Aguiar, atual campeã do mundo, tem 23. Rafaela Silva, a primeira brasileira a ser a melhor do planeta, tem a mesma idade. Com o título do Pan de Toronto, conquistado neste sábado com a vitória sobre a canadense Ecaterina Guica, Érika entra nesse grupo.

"Quem me conhece sabe que eu sou muito ansiosa. E estou trabalhando muito desde 2012 quando perdi na primeira luta. É o primeiro ouro para mim e para o Brasil. Estava esperando muito isso, batendo sempre na trave", disse Érika.

Brasil 247

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...