quinta-feira, 23 de julho de 2015

Postos de saúde de Ceilândia deixam de aplicar vacinas por falta de seringas


Pacientes não estão conseguindo ser vacinados em Postos de Saúde do Distrito Federal por falta de seringa. Um destes pacientes é o filho de Cristiane Marcelina, dona de casa. São várias visitas ao Posto de Saúde 07 em Ceilândia (DF), na tentativa de vacinar a criança, de apenas três meses. No Posto de saúde 09 da cidade, uma funcionária orienta a compra de seringas para poder tomar a vacina.

De acordo com Cristiane, a única resposta de quem trabalha nos postos é a de que não há previsão para chegada de seringas.
— É complicado. A gente não tem aonde comprar e não tem como vacinar.
Outra mãe também esteve no posto de ajude para vacinar o filho, mas também não conseguiu. A comprovação está no cartão de vacinação da criança. A data de vacinação era para o dia 13 de julho de acordo com o cartão, mas foi impedida de vacinar o filho pela falta de seringas nos postos de saúde.
E não são só as crianças que sofrem com a falta de material. Aos 59 anos e hipertenso, o vigilante Antônio Pereira tenta fazer exames de sangue exigidos pelo médico, mas não consegue.
— Não tem material para exame. Não tem seringa, agulha.
A tv Record Brasília teve também acesso a um e-mail enviado para a divisão de vigilância epidemiológica. Integrantes da equipe de dispensação alertam sobre a falta de três tipos de seringas e agulhas. A regularização do serviço só aconteceria no próximo mês.
Ainda por telefone, houve a confirmação de que o único posto de saúde que possue todo o material é o centro 04, na QNM 16 em Ceilândia Sul. A SES-DF (Secretaria de Saúde do Distrito Federal) foi procurada, mas não emitiu nenhuma resposta até o fechamento desta reportagem. 
Portal R7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...