quinta-feira, 2 de julho de 2015

Secretaria de Cultura afirma que não tem recursos para o evento O Maior São João do Cerrado


Em nota ao Diário de Ceilândia, a Secretaria de Cultura afirmou que, apesar de O Maior São João do Cerrado ser um patrimônio cultural, mobilizar o turismo, gerar empregos e movimentar a economia local, o total da dívida que a pasta herdou da gestão anterior foi de R$ 4.369.042,72, valor atualizado nesta quinta-feira (2/7).

Deste valor, a secretaria conseguiu quitar os cachês de artistas locais, que se apresentaram no evento, em 2014. Um total de R$ 688.130,00, cumprindo o compromisso com a produção da capital federal.

De acordo com a Secult,  não há no momento, previsão para saldar a dívida restante, em função da dificuldade financeira vivida pelo DF. Mesmo com todo o empenho do governo de Brasília, não há disponibilidade para o apoio a edição deste ano do evento.

Na nota, a secretaria lamenta a situação, e afirma que é a mesma que vem sendo enfrentada por todos os projetos culturais que dependem de recursos governamentais para sua realização. Por outro lado, encontra-se aberta a possibilidade de captação de recursos por meio da Lei de Incentivo à Cultura (LIC).

Tentamos entrar em contato com a produtora do O Maior São João do Cerrado, Edilane Oliveira, mas não tivemos retorno. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...