sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Distrital cobra construção do segundo hospital regional de Ceilândia


O deputado Chico Leite voltou a cobrar do governo do Distrital Federal a construção do segundo hospital regional de Ceilândia. Pelo Orçamento Participativo de seu mandato, ele atendeu ao pleito dos moradores da cidade, pela mobilização do Movimento Popular por uma Ceilândia Melhor (MOPOCEM), destinando emenda orçamentária para 2015 no valor de R$ 1 milhão para iniciar a construção do novo hospital.

Desde então, o deputado já se reuniu com o governador Rodrigo Rollemberg (PSB), com o vice-governador Renato Santana, e com o então secretário de Saúde do DF, João Batista de Souza, para sensibilizar o governo a iniciar a obra. “Essa emenda evidentemente não é suficiente para construir um hospital, mas ela é suficiente para que se tenha a partida na elaboração do projeto básico”, destacou o parlamentar. “Se for preciso, irei ao novo secretário Fábio Gondim para reforçar a cobrança. E também novamente ao governador Rollemberg”, afirmou.
No início de junho, em um outro ato, participou de um abraço simbólico promovido pelo MOPOCEM em prol da construção do novo hospital de Ceilândia. Na oportunidade, foram colhidas 600 assinaturas em um abaixo-assinado e foi realizado um abraço coletivo entre moradores e lideranças comunitárias, com o objetivo de sensibilizar o GDF sobre a necessidade da construção da unidade hospitalar.
Chico Leite destacou a importância da obra, para a qual ele destinou R$ 1 milhão para iniciar a construção. “O novo hospital deve ser prioridade da política de saúde do DF, sem descartar o reforço das unidades de atenção básica da região”, ressalta.
Na oportunidade, Chico Leite ressaltou a importância da luta dos movimentos organizados em defesa das reivindicações da comunidade e agradeceu o apoio do vice-governador Renato Santana, que, em reunião realizada com o parlamentar, solicitou a elaboração do projeto básico para a construção da unidade de saúde.
Durante o encontro com o vice-governador, Chico Leite pediu, além do hospital, a colocação de quadros com os itinerários das linhas nas paradas de ônibus e a ampliação da área do Parque Ecológico de Águas Claras. “A região já possui mais de 600 mil moradores e um hospital planejado para atender a uma população de 80 mil. Precisamos tirar o projeto do papel e dar mais dignidade a essa imensa população”, defendeu o deputado.
Informações http://www.emdefesadasaude.com.br/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...