segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Escola em Ceilândia convida igreja para pedir paz no local


Na manhã desta sexta-feira (7), um padre foi ao  CEF 4 (Centro de Ensino Fundamental 4) da Ceilândia Sul, para se encontrar com alunos, pais e educadores, após meses de medo e até aulas suspensas por conta da ação de traficantes de drogas, dentro e fora do colégio, a direção da escola pediu ajuda da Secretaria de Educação do Distrito Federal e também da igreja.

A coordenadora pedagógica do CEF 4, Alícia Almeida Cabral, afirmou que o encontro foi importante para trazer paz ao local, mas que o principal reforço para a segurança foi a contratação de um vigilante, pois a escola não contava com nenhum até a última segunda-feira (3). A visita, contou com a presença de várias pessoas da comunidade de Ceilândia Sul e, depois das palavras do religioso, os alunos foram liberados mais cedo do turno letivo.
De acordo com a coordenadora, a Secretaria disponibilizou um segurança armado para o colégio desde a volta às aulas, e por isso o colégio dispensou a presença da Polícia Militar. Alícia afirma que a situação melhorou muito. Antes o tráfico era escancarado, pois tinham que pedir licença aos traficantes para entrar na escola, mas agora a escola não registra relatos de violência.

Os estudantes do CEF 4 relatam que, embora os traficantes não façam mais ameaças aos diretores, o uso de drogas dentro da escola ainda continua. Eles contam que nos corredores do pátio, em banheiros e até em salas de aula, alguns jovens consomem entorpecentes como maconha e lança-perfumes. A coordenadora Alícia afirma que a direção ainda não tomou conhecimento destas denúncias, e que fiscaliza o a escola constantemente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...