quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Metrô terá tarifa zero para mil participantes do Festival Elemento em Movimento


Os moradores do Distrito Federal ganharam um motivo extra para prestigiar o maior festival de cultura urbana da cidade (Festival Elemento em Movimento). Durante os dois dias do festival, que ocorre no próximo final de semana (5 e 6/9), na Praça do Trabalhador de Ceilândia, o público que for ao festival não pagará tarifa de metrô.

Em uma parceria inédita, a Rede Urbana de Ações Socioculturais (RUAS), o Programa Jovem de Expressão (da Caixa Seguradoras) – organizadoras do evento – e a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) irão disponibilizar mil gratuidades para quem se deslocar ao festival utilizando o metrô (500 gratuidades para cada dia do evento).

A gratuidade se dará por meio de uma pulseira, que pode ser retirada na sede do programa Jovem de Expressão – QNM 18/20 Praça do Cidadão – ou na Rede Urbana de Ações Socioculturais – Setor Bancário Sul QD 1 Bloco K sala 1213. A retirada pode ser feita até a próxima sexta-feira (4) das 11h às 18h.

Para o presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, a iniciativa tem como objetivo incentivar a disseminação da mobilidade urbana por meio dos trilhos. "Não só por ser um transporte público de alta capacidade, mas também por causar menos impacto ao meio ambiente e pela facilidade de integração com outros modais de transporte".

Valet bike

Valet bike – Além de contar com a gratuidade do metrô, a organização irá disponibilizar paraciclos, no qual o público que utilizar a bicicleta como meio de transporte terá o serviço de forma gratuita. A ação dissemina a participação dos públicos de diversas cidades do DF a usar a bicicleta como meio de locomoção.

Para utilizá-lo, o participante deve procurar pela tenda e preencher a ficha de cadastro. No ato da utilização do Valet, os participantes receberão um kit do festival junto com a identificação do equipamento.

Todas as ações de mobilidade incentivadas no festival buscam conscientizar o público a utilizar meios de transporte sustentável que visa promover o bem-estar da comunidade. O coordenador da Rede Urbana de Ações Socioculturais (RUAS), Max Maciel, sugere que os meios de transporte atuais estão obsoletos e não atendem as necessidades da sociedade. “O inicio do diálogo e de parceiras como o da RUAS com o metrô contribui para a garantia da descentralização dos meios de transporte e permite maior acesso à cultura e ao lazer”, destaca.

Objetivo é conscientizar a população sobre esse assunto que acomete grande parte da população, principalmente os idosos. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...