quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Movimento Passe Livre convoca ato contra aumento de tarifas para sexta (18)


O Movimento Passe Livre (MPL) do Distrito Federal, integrado por militantes da Juventude e do movimento estudantil, está convocando “Ato contra aumento das tarifas e retirada de direitos” para esta sexta-feira (18), a partir das 18h, na rodoviária do Plano Piloto. O convite para participação na manifestação está sendo divulgado pelas redes sociais na internet.

A ato visa protestar contra o anúncio da decisão do GDF de reajustar o preço das passagens de ônibus e metrô. A medida, entre várias outras para combater a suposta crise econômica do Distrito Federal, foi divulgada pelo governador Rollemberg  na última terça. Os novos valores das tarifas (a seguir) serão definidos por decreto:


R$ 1,50 – R$ 2,25
R$ 2,00 – R$ 3,00
R$ 2,50 – R$ 3,00
R$ 3,00 – R$ 4,00


Veja a íntegra da convocatória do MPL para o ato:
Rollemberg anunciou o aumento das tarifas de onibus e metrô que podem entrar em vigor a partir de domingo.
Nós anunciamos que vai ter ato.
Rumo à TARIFA ZERO.
Além das tarifas de Transporte Coletivo uma série de outras medidas anti-povo foram anunciadas, restringindo direitos, aumentando a cobrança sobre a parte mais pobre e sem nenhum diálogo. Isso junto de um cenário nacional de retirada de direitos também do governo federal.
Acreditamos que quem deve pagar por qualquer crise são as elites e as fortunas. É da taxação dos ricos que poderemos equilibrar socialmente o país. Com as medidas apresentadas recentemente a crise social vai piorar.
Pra classe trabalhadora é NENHUM CENTAVO A MAIS, NENHUM DIREITO A MENOS.
Nós que devemos decidir sobre nossos serviços. O governo Rollemberg falou ao começo do ano que iria abrir as contas públicas e discutir com a população como superar os problemas. Disse que a decisão sobre aumento das tarifas seria de todo o povo. MENTIRA CABULOSA: aumentou as tarifas absurdamente e junto dela os preços dos Restaurantes Comunitários e Zoológico. Vamos ficar sem transporte, sem comida e sem lazer.
E também sem trabalho, porque as medidas são contra as conquistas dos trabalhadores em termos de salários, reajustes, contratações, reestruturação das carreiras. Ele ainda sugere um plano de demissão voluntária!
SÓ COM MOBILIZAÇÃO VAMOS CONSEGUIR REVERTER ESSE CENÁRIO. CHAMAMOS ESTA MOBILIZAÇÃO PRA SOMAR COM OUTRAS QUE ESTÃO SENDO MARCADAS TANTO PARA O MESMO DIA COMO TAMBÉM EM OUTROS LOCAIS/HORÁRIOS.
POR UMA VIDA SEM CATRACAS

Fonte: CUT Brasília
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...