terça-feira, 29 de setembro de 2015

Saúde confirma terceirização da pediatria do Hospital de Base de Brasília


De acordo com matéria publicada no portal Fato OnLine, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal vai terceirizar a pediatria do Hospital de Base. O serviço será assumido pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar, gerido pela organização de saúde Abrace (Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Hemopatias).

A notícia da terceirização começou a circular nas redes sociais dos servidores da pasta na manhã desta terça-feira (29). Posteriormente, a Saúde confirmou a informação. “O serviço de pediatria, oferecido atualmente pelo Hospital Base, será assumido pelo Hospital da Criança de Brasília José Alencar quando o segundo bloco desta unidade, que está em construção, for concluído”, disse em nota enviada à reportagem.

Segundo a assessoria de imprensa da secretaria de saúde, a mudança estava decidida desde que o segundo bloco do Hospital da Criança começou a ser construído.

Conselho

O presidente do Conselho de Saúde do DF, Helvécio Ferreira, rebate. “Já ouvimos essa história, mas isso nunca foi proposto nem aprovado oficialmente no conselho. Aliás, o próprio contrato para a gestão do Hospital da Criança com a Abrace não teve debate suficiente no conselho. Não conhecemos os custos”, disse.

A notícia surpreendeu servidores e conselheiros. “Tivemos a conferência distrital de saúde em julho e o que ficou pactuado foi não à terceirização”, disse Maura Lúcia Gonçalves dos Anjos, presidente do conselho de saúde do Núcleo Bandeirante.

O fato é que essa mudança no modelo de gestão está em estudo pelo governo desde o início do ano, não apenas para o serviço de pediatria do HBB. Os antigos titulares da Casa Civil e da Saúde, Hélio Doyle e João Batista Sousa, respectivamente, haviam confirmado à reportagem que estudavam hipóteses diferentes para a gestão dos hospitais por determinação do Buriti. 

Sobre a transição da gestão da pediatria, a Saúde informou que está estudando a melhor forma, para que não haja descontinuidade no atendimento. “Uma das alternativas seria o trabalho conjunto das duas equipes”, disse a pasta.

Hospital da Criança 

A obra deverá ficar pronta até dezembro de 2016. Houve investimento de R$ 82 milhões do Governo (o que corresponde a 80,2% do total do valor), e US$10,5 milhões da Organização Mundial da Família, ligada a Organização das Nações Unidas (ONU).


O bloco II do hospital terá 22 mil metros quadrados, ou seja, o triplo do bloco I, que possui 7 mil metros quadrados. Com os 202 novos leitos, dos quais 38 serão de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 164 para internação. Atualmente, são apenas 22 leitos e o serviço funciona como hospital dia, ou seja, as crianças só podem permanecer por curtos períodos e, ao necessitar de longas permanências, são transferidas para outras unidades.

Beatriz Ferrari do Portal Fato OnLine

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...