quarta-feira, 21 de outubro de 2015

45,5% dos homicídios de 2014 no DF estão sem solução


Dados da Secretaria de Segurança Pública apontam que 45,5% dos casos de homicídios investigados pela Polícia Civil do Distrito Federal em 2014 ainda não tiveram solução. Foram 691 ocorrências no ano passado, e 315 deles estão sem conclusão. O percentual é o maior desde o início do levantamento.

O Sindicato dos Policiais Civis diz que o aumento tem duas explicações: o fato de a maioria dos casos de 2014 ainda tramitar na Justiça e o déficit no quadro, que chega a 47%.

Nesta terça, familiares do sargento do Corpo de Bombeiros Heglisson Willian Santos Landa protestaram na delegacia de Taguatinga Norte para pedir respostas sobre a apuração da morte do militar, que completou três anos. Ele estava dentro de casa quando morreu. Até hoje, ninguém foi preso ou indiciado pelo crime.

A irmã dele, Danielle Veloso, se diz inconformada. “Ele era um agente de segurança pública, ele era um bombeiro militar e merece mais respeito, merece que a Justiça se posicione e solucione o caso, a gente precisa de respostas.”

À TV Globo, a direção da Polícia Civil disse que só vai se pronunciar a respeito quando o inquérito for concluído. A corporação disse ainda que o caso está em fase de conclusão, mas a família afirma ter ouvido a mesma resposta há quase um ano.

“Eu não consegui, três anos depois, ainda sentir saudade. Eu só sinto dor. E dor, principalmente, porque eu sei que quem fez isso está em liberdade e pode fazer com outras pessoas”, disse a mãe dele, Leida Veloso.

Portal G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...