quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Operação retira mais de 30 toneladas de lixo e entulho em Ceilândia



Dando continuidade às ações de limpeza na região, a Administração Regional de Ceilândia, em parceria com o SLU, promoveu mutirão de limpeza de terreno na EQNN 18/20 da Guariroba. Cerca de 30 toneladas de lixo foram recolhidas do local nesta quarta-feira. A Administração já havia feito em agosto a limpeza da área, quando foram retiradas aproximadamente 11 toneladas de resíduos sólidos. 

Durante a operação, foram empregados uma pá mecânica e três caminhões com capacidade de transportar, cada um, cerca de 10 mil quilos de material. Os equipamentos auxiliaram a retirada de lixo e entulho, como móveis velhos, restos de obras, pneus e eletrodomésticos quebrados.

A Administração Regional de Ceilândia tem feito constantes ações de limpeza na cidade, inclusive em áreas especiais e praças. Durante a primeira semana de agosto, realizou a segunda edição do programa Levanta DF, ação que percorreu toda a região administrativa com o recolhimento de lixo, entulho e limpeza de áreas públicas, além da poda de árvores e roçagem do mato. A ação aconteceu em parceria com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). Durante o período, foram retiradas cerca de 380 toneladas de lixo e entulho.  

Para Luciana Correia, 38 anos, moradora da região que passa pelo local todos os dias, a questão do descarte de lixo irregular, em Ceilândia, começa dentro de casa. “Somos o reflexo do que aprendemos em nossas casas. A partir do momento que valorizamos e cuidamos do local onde vivemos, não vamos jogar lixo em qualquer lugar. É uma questão de consciência e educação dos próprios moradores”, desabafa a ceilandense. 

O Administrador Regional de Ceilândia, Vilson de Oliveira, ressalta que o esforço em manter a região limpa tem sido constante, mas muitas vezes os terrenos são limpos e voltam a ser sujos pela comunidade. “Por isso, a Administração pede também o apoio da comunidade para não fazer o descarte irregular de lixo”, frisa. Ele esclarece ainda que já foi encaminhado um pedido para a Novacap para que seja feita a reforma de todos os brinquedos dos parquinhos  públicos da cidade. 

Legislação

A legislação vigente referente à Fiscalização de Limpeza Pública prevê a aplicação de multas para quem for pego jogando lixo em área pública que pode variar de R$ 114 a R$ 11 mil. Além disso, é considerado crime jogar em terrenos baldios ou becos qualquer tipo de resíduo, seja domiciliar, comercial, industrial, entulho de obra, restos de poda de árvores e plantas, entre outros, conforme Lei Distrital nº 972, de 11 de dezembro de 1995, que dispõe sobre os atos lesivos à limpeza pública.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...