quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Júri de Ceilândia condena homem que atirou contra policiais e ameaçou mulheres


O Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Thiago Dourado Fernandes, nesta quarta-feira, 9 de dezembro, a pena de 29 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado. De acordo com denúncia do Ministério Público, ele respondia pela prática de cinco crimes: tentativa de homicídio de dois policiais militares, roubo e tentativa de roubo, constrangimento ilegal e porte de arma. Os crimes aconteceram no Guará e em Ceilândia, onde o réu foi preso em flagrante.

Entenda o caso 

Em 4 de setembro de 2014, o acusado roubou um carro modelo Golf, na QI 4 do Guará I, no momento em que o proprietário saía da garagem de sua residência. A vítima foi ameaçada pelo réu, que portava uma arma de fogo e lhe entregou as chaves do veículo. Fernandes seguiu para Ceilândia, onde tentou roubar, na QNQ 4, um colar de ouro. Nesse momento, o acusado ordenou que a vítima entregasse seu cordão, mas ela conseguiu correr e o roubo não foi consumado, embora Fernandes tenha efetuado disparo em sua direção.

Como a vítima acionou uma guarnição policial que estava nas imediações, após breve patrulhamento, o acusado foi localizado ainda no interior do veículo roubado. Ele desembarcou e disparou contra dois policiais militares. Destaca-se que os homicídios somente não se consumaram por circunstâncias alheias à vontade do denunciado, que não os atingiu em órgãos vitais. Fernandes conseguiu fugir e arrombou uma residência, onde ameaçou com arma de fogo duas mulheres para não ser descoberto. Na sequência, o acusado foi preso em flagrante.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...