segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Rollemberg visita Ceilândia para monitorar obras no Sol Nascente

Pelo segundo dia seguido, o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, visitou as obras de infraestrutura no Sol Nascente, em Ceilândia (sem divulgar na agenda, Rollemberg fez um visita ontem no Sol Nascente). Nesta segunda-feira (4), o chefe do Executivo reuniu-se com os executores das benfeitorias, cobrou agilidade e percorreu as bacias 7 e 8 do Trecho 1 para monitorar o andamento do serviço.

O governador pediu ao Serviço de Limpeza Urbana (SLU) que monte estratégia de atuação para garantir o permanente recolhimento do lixo. No local conhecido como Avenida das Palmeiras, o acúmulo de entulhos é constante, porque a própria população descarta o lixo entre as árvores, proporcionando o ambiente ideal para a proliferação de insetos como, por exemplo, o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chicungunya e zica.

"Trata-se de uma obra prioritária, um compromisso com a comunidade. Por isso, é fundamental o comprometimento de todos os órgãos do governo envolvidos nesse projeto", enfatiza Rollemberg. O governador reconheceu que a chegada do período de chuvas foi responsável por diminuir a intensidade do trabalho de drenagem e pavimentação: "Vamos intensificar, na medida do possível, a atuação aqui e acelerar assim que entrar o período de seca".

A drenagem e a pavimentação do Sol Nascente começaram em fevereiro do ano passado. E, pelo menos, seis ruas no Trecho 1 foram pavimentadas. No Trecho 2, a expectativa é que o trabalho comece ainda neste primeiro semestre. A conclusão está prevista para 2017. Ainda em 2016 serão assinadas as ordens de serviço para implantação de esgoto, drenagem, pavimentação e instalação de meio-fio no Trecho 3.

Entre 24 de novembro e 2 de dezembro do ano passado, uma operação de desocupação encabeçada pela Agência de Fiscalização (Agefis) com apoio de 13 órgãos do governo demoliu 213 edificações irregulares. A meta é contemplar 15.738 famílias da região com serviços públicos de infraestrutura em decorrência da melhoria urbana. A intervenção ocorreu no Trecho 2, em área pertencente à Agência de Desenvolvimento (Terracap), onde 2.148 unidades habitacionais serão construídas por meio do programa Pró-Moradia II. O Programa de Aceleração do Crescimento do governo federal destinará cerca de R$ 220 milhões para essa ação. A área encontra-se em processo de doação à Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab).

Além do governador, participaram do monitoramento o secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade; o diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), Gilson Paranhos; o diretor-presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), Hermes de Paula; a deputada distrital Luzia de Paula (PEN) e os representantes do consórcio responsável pela execução dos serviços.

Agência Brasília


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...