segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Ceilândia bate Jacaré e revolta torcedores do Brasiliense

Brasiliense e Ceilândia se enfrentaram no estádio Abadião, em jogo válido pela quarta rodada do Candangão 2016. Embora os dois clubes sediam as partidas no mesmo local, o mando deste confronto foi do Jacaré. Mas quem venceu foi o gato preto, por 2×0.
O Jogo
Desde o início de jogo, o Ceilândia consegue se impor melhor no campo de ataque, tanto que até os 30 minutos de partida, Chefe havia falhado três vezes na frente do gol adversário.

O primeiro gol da partida saiu aos 33 minutos, quando Liel toca para Mario Henrique, que entra em velocidade pela esquerda e bate no canto do goleiro Matheus, abrindo o placar para o gato preto.

Seis minutos depois, Liel faz bom corte pela esquerda, vai ao fundo e cruza para Felipe Cirne, de frente para a meta e sem marcação, só completar para o fundo das redes, fazendo 2×0 para o Ceilândia.
O Brasiliense, muito apático no primeiro tempo, só conseguiu levar perigo nos acréscimos da primeira etapa de bola parada. Na falta de frente para o gol sofrida por Matheuzinho, Ramon bate quase rente ao travessão, obrigando o goleiro Léo a praticar bela defesa.
No intervalo, o presidente do Jacaré, como de costume, foi até o vestiário amarelo. Os jogadores não quiseram dar entrevistas nem na saída do intervalo, nem na volta dos vestiários. Após a “tradicional” conversa, o técnico Everton Goiano substituiu Acleisson por Elivelto.
O time amarelo voltou pressionando unicamente pela esquerda, com um melhor segundo tempo de Matheuzinho e Felipe Assis. Mas apesar de ter criado chances na cara do gol, não conseguiu sair do zero. O Ceilândia segurou o resultado de forma até tranquila, esperando apenas contra-ataques.
Nos acréscimos da partida, membros de uma torcida organizada do Brasiliense foram para a frente da tribuna de imprensa, aos gritos de “time sem-vergonha”, citando nominalmente alguns jogadores e o próprio mandatário do time, Luís Estevão. Não houve agressão física, mas a torcida ameaçou invadir o campo balançando o alambrado. Em seguida, Estevão foi até a beira da grade para as arquibancadas e conversou com os torcedores, que ficaram um tanto, mais calmos. Luís Estevão saiu sob escolta policial.
Na próxima rodada, o Ceilândia recebe o Gama no estádio Abadião. Já o Brasiliense visita o Brasília no estádio Nacional Mané Garrincha.
CAMPEONATO BRASILIENSE – 4ª RODADA
BRASILIENSE 0-2 CEILÂNDIA

Público: 1.004 pagantes
Renda: R$ 2.820,00
Cartões Amarelos: Patrick, Felipe, Laécio (Brasiliense); Sandro, Mário Henrique, Didão e Allann Delon (Ceilândia)

BRASILIENSE
Matheus Lorenzo; Patrick, André Luis, Felipe e Felipe Assis (Kaká); Acerola, Caio, Matheuzinho (Thiago Miracema) e Ramon; Laécio e Acleisson (Elivelto).
Técnico: Everton Goiano

CEILÂNDIA
Léo; Dudu Lopes (Gabriel), Badhuga e Wallace; Sandro, Mário Henrique, Didão e Liel; Allann Delon, Filipe Cirne e Chefe (Cassius).
Tècnico: Adelson de Almeida

*Informações http://www.esportesbrasilia.com.br/ (http://goo.gl/x2ExbH)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...