sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Cenário da mobilização do governo federal contra ‘Aedes’ foi maquiado no DF

Um borracheiro de Brazlândia, cidade a 50 quilômetros de Brasília, vai entrar com uma ação na Justiça por causa da visita feita pelo governo federal no último sábado, dia da mobilização contra o mosquito Aedes aegypt, transmissor de doenças como a dengue, chikungunya e do vírus zika. Segundo Elder Fernandes Dias, de 30 anos, o cenário da “mobilização” foi “maquiado”, conforme mostrou a edição desta sexta-feira do jornal Folha de S. Paulo.

Dias contou que dez minutos antes das autoridades chegarem a sua borracharia, algumas pessoas o procuraram, perguntando se ele tinha pneu para jogar fora. Ele buscou cerca de vinte pneus do fundo da oficina e colocou do lado de fora, para que pudessem ser recolhidos. Foi então que o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, o vice-governador do Distrito Federal, Renato Santana, secretários de governo, deputados distritais e membros do Exército apareceram acompanhados de jornalistas e fotógrafos, e deram uma lição de moral no borracheiro. A foto dos pneus que, supostamente, estavam colaborando para a transmissão das doenças transmitidas pelo Aedes, saiu em todos os jornais.
O Banco Central e o Palácio do Planalto não deram um posicionamento à Folha. O governo do Distrito Federal disse apenas que as casas foram visitadas previamente por equipes de cerimonial “para ficarem cientes do encontro e da presença da imprensa”. Disse ainda que “não tem conhecimento de qualquer alteração de local”. 


O governador Rodrigo Rollemberg determinou hoje que o caso seja investigado.
*Informações da Veja.com com adaptação / Imagem Marcelo Camargo Agência Brasil
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...