sábado, 20 de fevereiro de 2016

Governador visita áreas revitalizadas pela comunidade de Ceilândia

Onde hoje se lê a placa Bem-vindo à Avenida Jardins, na QNM 29 de Ceilândia, há sete meses só havia lixo e entulho. Desde janeiro deste ano, a área conta com canteiros centrais, mudas de árvores, chão de concreto e grafite nas paredes, tudo resultado da iniciativa de moradores insatisfeitos com a realidade do local.

Uma das cerca de 40 pessoas envolvidas na recuperação daquela que era área de transbordo de lixo, o motorista Dalmir Sirqueira, de 41 anos, foi de casa em casa pedir ajuda para revitalizar o espaço. "Conseguimos doações, e o esforço coletivo foi definitivo para chegarmos a esse cenário." Após a mobilização popular, a Administração Regional de Ceilândia apoiou o grupo oferecendo mão de obra, material de construção e limpeza.
"São ações simples que trazem um grande benefício para a população", afirmou o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, em visita ao local na manhã deste sábado (20), acompanhado da esposa dele, Márcia Rollemberg. Eles foram recebidos pela comunidade na QNM 29 e em outros três pontos de Ceilândia também recuperados. O objetivo foi identificar áreas e ver os resultados. "É extremamente importante valorizar esse trabalho, tanto para sabermos como apoiar quanto para replicarmos a experiência em outras regiões administrativas", reforçou o chefe do Executivo.
Guiado pelo administrador regional de Ceilândia, Vilson José de Oliveira, o governador seguiu para a QNM 33. Em abril de 2015, a comunidade da quadra conseguiu apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) para o plantio de árvores e da administração regional e do Serviço de Limpeza Urbana para a retirada de resíduos.
Cores e engajamento
Na praça da QNP 14, no P Sul, Rollemberg encontrou uma área colorida por grafites de artistas locais, um campo de areia, um ponto de encontro comunitário e um parque infantil, tudo fruto do trabalho da comunidade durante mais de sete anos. Frases pintadas nos bancos de concreto convidam a população a compartilhar a responsabilidade de manter a cidade limpa.

De acordo com o morador Francisco Carlos da Silva, de 54 anos, um dos primeiros mobilizadores sociais da região, o visual limpo e funcional do espaço só foi possível graças ao engajamento popular e de algumas parcerias com a administração regional.
Soluções ecológicas
Moradores e representantes da administração regional e da organização não governamental Ceilândia Verde reuniram-se no fim de novembro de 2015 para traçar soluções que atenuassem o problema de transbordo de lixo na EQNP 11/15. Desde então, a equipe trabalha para transformar a área em uma praça ecológica, com campo de futebol, jardim, ponto de encontro comunitário e espaço para reciclagem de resíduos sólidos.


O governador agradeceu aos moradores pelas iniciativas e destacou a responsabilidade do poder público. "Temos o dever de garantir as estruturas e apoiar ao máximo o esforço dessas comunidades."
Entre as reivindicações da população estavam ajuda para manutenção do espaço limpo, instalação de mais pontos de encontro comunitário, criação de um centro comunitário do idoso, implementação de programas sociais para prevenir o uso de drogas na região e oferta de mais vagas em creches. Rollemberg comprometeu-se a avaliar a possibilidade de atender a cada uma das demandas.
Agência Brasília
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...