segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Hospital de Ceilândia cria atendimento especializado para cuidadores de pacientes

Cuidadores de pacientes de atenção domiciliar de Ceilândia contam, agora, com atendimento especial no Ambulatório II do hospital regional da cidade. O projeto Cuidando do Cuidador foi lançado neste fim de semana, e atenderá, nas manhãs de sábado, até 12 pacientes, com consultas para identificar possíveis problemas de saúde.

Segundo a chefe do Núcleo Regional de Atenção Domiciliar (NRAD) de Ceilândia, Marília Gabriela Rodrigues, o objetivo do projeto é fortalecer a saúde física e mental do cuidador, que muitas vezes tem uma sobrecarga de atividades com o doente, e não se cuida. “A pessoa que fica com um paciente acamado tem uma mudança brusca na sua rotina, passa a se dedicar ao doente e se esquece ou não tem tempo de tratar da sua própria saúde”, diz.


No primeiro dia do projeto, 10 pacientes foram atendidas. Entre elas, Josefa Gomes de Oliveira, 73 anos. Ela cuida do irmão mais velho, que devido à epilepsia, perdeu os movimentos e está acamado. “Sempre vou a consultas no posto, mas o atendimento que me deram aqui no projeto é vip, como nunca tive antes”, elogia a senhora, que relata ter apenas um “probleminha” de pressão alta.

Para a dona de casa Auzeni Aquino de Araújo, 68 anos, que cuida do pai, a abertura do serviço aos sábados vai facilitar o acompanhamento de sua saúde pelos médicos de família. “Sinto muitas dores nas pernas e braços, tenho pressão alta e também colesterol alto. Fui atendida aqui e já encaminhada para fazer exames”, relata.

“Com o cuidador bem cuidado, o nosso paciente fica estabilizado, evitando novas hospitalizações”, esclarece Marília Rodrigues, ressaltando que o núcleo pretende criar uma rede de apoio, em um processo de educação em saúde e qualificação e também traçar um perfil do acompanhante e inseri-los em grupos de hipertensos, diabéticos, terapia comunitária e saúde mental.

PIONEIRO – Segundo o diretor de Atenção Primária da Região Oeste, Luiz Henrique Mota, o projeto Cuidando do Cuidador é pioneiro em Ceilândia, e que, dando certo, a intenção é levar também para Brazlândia.

“O NRAD preconiza que se tenha um cuidador de referência na residência do paciente. Na maioria dos casos, esse cuidador é idoso e tem problemas crônicos. Então, resolvemos otimizar um espaço físico que estava obsoleto e aproveitamos as horas que os médicos precisam cumprir durante o fim de semana. Assim, cuidamos do cuidador”, destaca Mota.

NRAD – A Atenção Domiciliar é uma modalidade de atenção à saúde, caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação prestadas em domicílio. Os pacientes são acompanhados, periodicamente, por equipes formadas, prioritariamente, por médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta e assistente social.

Atualmente, 15 regiões administrativas contam com Núcleo Regional de Atenção Domiciliar: Asa Norte, Asa Sul, Brazlândia, Ceilândia, Gama, Guará, Núcleo Bandeirante, Paranoá, Planaltina, Recanto das Emas, Samambaia, Santa Maria, São Sebastião, Sobradinho ou Taguatinga.

Em Ceilândia, quatro equipes acompanham 177 pacientes, sendo 56 de internação domiciliar e 121 de oxigenoterapia. A equipe do NRAD realiza trimestralmente encontro com os cuidadores com palestras e oficinas sobre os cuidados com os pacientes, na maioria idosos com sequelas motoras ou neurológicas que requerem muita atenção e cuidados, além de procurar valorizar o trabalho e aumentar a autoestima de cada um.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...