segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Identificado servidor da vice-governadoria que "maquiou" ação anti-Aedes no DF

Portal G1 - Identificado como o responsável por orientar um borracheiro a deixar pneus na porta de casa durante ação anti-Aedes aegypti em Brasília, um servidor da vice-governadoria vai ser ouvido no processo que apura a denúncia de "maquiagem" do cenário. O borracheiro Elder Dias acusa o governo de "montar" um cenário que aparentaria acúmulo de água em pneus. Ele diz estudar entrar com ação na Justiça por causa das chacotas e prejuízos financeiros que vem sofrendo.

A investigação começou por determinação do governador Rodrigo Rollemberg, que diz considerar o assunto "superado". "O servidor [passou] orientando as borracharias que colocassem os pneus do lado de fora para que pudessem ser retirados pela administração", disse. "Quando o vice-governador passou, encontrou e teve aquele diálogo com o dono da borracharia."
O caso foi revelado pelo jornal "Folha de S.Paulo" na edição de sexta-feira. A mobilização de combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela teve a participação do vice-governador, Renato Santana, e do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini.
Dias conta que não sabia da mobilização e que, minutos antes do evento, um grupo o orientou a deixar os pneus na porta da borracharia, porque uma equipe os recolheria. Ele teria então buscado alguns itens nos fundos da oficina, que funciona em um espaço de 40 m².
Pouco depois, o presidente do Banco Central, o vice-governador do DF e deputados apareceran e posaram para fotógrafos segurando os pneus e depois os jogando em uma caçamba. Militares do Exército iluminaram com lanternas o restante, em busca de larvas do mosquito Aedes aegypti.
*Informações do portal G1 (http://goo.gl/0sN3UT)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...