segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Operação contra dengue autua borracharias, em Ceilândia

A Administração de Ceilândia realiza, com o apoio de comerciantes e borracheiros da região, ações de prevenção e combate à Dengue, Zika e Chikungunya. O objetivo é sensibilizar a população sobre a importância da sua participação ativa nas ações de eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti. Desde a semana passada, equipes do órgão e da Agefis têm visitado estabelecimentos e orientado sobre a retirada de materiais que reúnem as condições propícias à presença do mosquito transmissor, como pneus velhos, sucatas, garrafas e tambores.


A via Leste do Setor O, por possuir um grande número de borracharias, foi a primeira região a receber a visita. Os agentes da administração encontraram pneus armazenados e descartados de forma incorreta, o que pode colaborar para a reprodução do mosquito da dengue. Os donos dos estabelecimentos foram orientados e notificados.  O proprietário tem 48 horas para eliminar o risco de focos do mosquito. Em uma nova vistoria, se encontrado foco do Aedes aegypti, será lavrado o termo de multa.

Para o Administrador Regional de Ceilândia, Vilson de Oliveira, o combate à dengue é uma responsabilidade dos órgãos públicos e de toda a população. “O mosquito da dengue se reproduz em qualquer lugar que houver condições propícias, principalmente em épocas de chuvas. A conscientização da população e a tomada de medidas preventivas são de fundamental importância para a redução da doença em Ceilândia”, alertou o administrador.

Segundo o Núcleo de Vigilância Epidemiológica de Ceilândia, o índice de casos na maior região administrativa do DF, registrado em 2015, está abaixo do previsto pelo Ministério da Saúde. Também é 4,4% menor se comparado ao mesmo período de 2014, quando foram cerca de 743 casos de dengue. Mesmo assim, a Administração tem procurado parcerias e alternativas para combater o Aedes aegypti, além de intensificar a limpeza de locais propícios ao desenvolvimento do mosquito.

Monitoramento

A comunidade ceilandense também pode alertar as autoridades competentes sobre a suspeita de alguma área que possa conter possíveis focos para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, por meio do telefone da Vigilância Ambiental: (61) 3373-1919.

Como se prevenir:
- Nas lajes e calhas, tire folhas e tudo o que impeça o escoamento da água;
- Pneus velhos ou que não estão sendo utilizados devem ser guardados em locais secos e cobertos;
- Bordas de fontes e piscinas devem ser lavadas com escova semanalmente;
- Pratos de vasos de flores e de plantas devem ser preenchidos com areia;
- Garrafas e embalagens PET podem ser encaminhadas para a coleta seletiva ou guardadas de boca para baixo;
- Caixas d’água devem estar sempre bem tampadas;
- Coloque água sanitária em ralos e locais que possam ter água parada;
- O lixo deve ser colocado em sacos plásticos fechados e depositados em lixeiras, que também devem estar tampadas;
- Potes de água de animais domésticos devem ser lavados com água e sabão;
- Materiais de construção devem ser armazenados em ambientes cobertos e secos.

*Informações Ascom Administração de Ceilândia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...