sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Sindicato denuncia que garis são obrigados a participar de apreensão de materiais de camelôs

Os trabalhadores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), obrigados pela Agência de Fiscalização (Agefis), Polícia Militar do Distrito Federal e o próprio SLU, participaram da apreensão de materiais de camelôs no Setor Comercial Sul nessa quarta-feira (17). A atividade realizada pelos garis caracteriza desvio de função. Por isso, o Sindlurb – sindicato que representa a categoria – entrará com denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT).

Desvio de função não é novidade para os trabalhadores da limpeza urbana do DF. Situações parecidas ocorreram outras vezes, representando riscos à categoria e descumprindo as cláusulas da convenção coletiva de trabalho dos garis.
Para Raimundo Nonato, dirigente do Sindlurb-DF, desvios de função podem acarretar em danos à integridade física e moral dos trabalhadores. “O que aconteceu é vergonhoso. Nós do sindicato entraremos com ações para que o trabalhador não seja prejudicado e que se cumpra o que está previsto no acordo”, afirmou o sindicalista.
Fonte: Sindlurb
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...