sábado, 20 de fevereiro de 2016

Vice-governador critica investigação ordenada por Rollemberg sobre suposta “maquiagem” em ação contra a dengue

A investigação aberta a mando do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) para apurar uma possível “maquiagem” de cenário em campanha de conscientização contra o mosquito Aedes aegypti, em Brazlândia ecoou nos corredores do Palácio do Buriti e colocou em rota de colisão o socialista e seu vice, Renato Santana, que esteve no evento de sábado passado.

Depois de matéria publicada no jornal Folha de S.Paulo, Rollemberg abriu um procedimento para investigar a denúncia de um borracheiro. No entanto, quem estava no comando da ação, em 13 de fevereiro, era o vice-governador, Renato Santana ao lado do presidente do Banco Central, Alexandre Tombini. Durante a visita, o borracheiro Elder Fernandes Dias disse que a montanha de pneus visitada em frente à sua oficina, em Brazlândia, foi “maquiada”.

Pneus

Santana lembrou do episódio em que visitou o estabelecimento de Elder. “Depois que saímos do evento, vistamos a casa de uma senhora onde havia vários locais que poderiam servir de abrigo para o mosquito. Dali, fomos à borracharia. Eu conversei com ele, perguntei sobre os pneus. Ele disse que alguns só estavam ali porque não tinha coragem de jogar na rua, mandei retirar. Foi só”, lembrou o vice-governador.

Brazlândia é cidade com maior número de casos de dengue confirmados, desde o início de 2016, são 488. Depois da ação do dia 13, o vice-governador afirmou que aproximadamente 120 domicílios tinham focos de dengue. Além disso, foram recolhidos lixo e entulho e 10,4 mil domicílios foram tratados com fumacê.
*Com informações do portal Metrópoles
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...