sexta-feira, 4 de março de 2016

Governo seleciona artesãos para participar gratuitamente de eventos

Há um ano, Elisângela Carvalho, de 40 anos, improvisa na sala de casa um ateliê. Quando vai participar de feiras, o lugar decorado com estilo por ela e o marido se transforma no cômodo onde a artesã passa praticamente todo o dia. As caixas feitas com capricho tomam conta da mesa que desenhou para acomodar ela e os cinco homens da casa — são quatro filhos — durante o jantar. Em quase 72 horas, pelo menos dez produtos ficam prontos. O preço varia de R$ 10 a R$ 200, e o material é exposto em eventos com intermediação da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer (pasta criada em 1º de março de 2016 após fusão da Secretaria-Adjunta do Esporte e Lazer, da Secretaria de Educação, Esporte e Lazer, com a Secretaria-Adjunta de Turismo, da Secretaria de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo).

Ela pretende participar da próxima edição, que será em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, na terça-feira (8), na Estação Central do metrô. As inscrições para o evento ocorrem até 6 de março, e o resultado da seleção para a Rota do Artesanato especial será publicado no dia 7, a partir das 14 horas, no site www.turismo.df.gov.br. "É uma oportunidade que muita gente não tem, pois geralmente é caro participar dessas feiras."
O evento só selecionará mulheres e ocorrerá por meio de parceria das Secretarias do Esporte, Turismo e Lazer e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos com a Companhia do Metropolitano (Metrô-DF).
É preciso preencher um formulário on-line e enviar fotos de produtos para o e-mail artesanato@setur.df.gov.br. Serão selecionadas 30 artesãs. Os trabalhos serão julgados por uma comissão formada por três técnicos da secretaria. Eles avaliarão quesitos como capacidade de produção, embalagem e tempo de profissão. Cada uma terá de levar uma mesa de 80 centímetros por 1,3 metro e toalha preta para o dia da mostra.
Rota do Artesanato
Desde 2015, a Unidade de Gestão do Artesanato, ligada ao Turismo, selecionou artesãos para mais de 20 eventos por meio do programa Rota do Artesanato — em parceria com empresas privadas, sem custo para o governo. Para se inscrever, o interessado deve ter a carteira do artesão atualizada e produzir peças que remetem a Brasília, além de atender a outros requisitos que variam de acordo com a mostra.

Criado em 2010, o projeto — que teve a primeira edição de 2016 em fevereiro — visa a fomentar a inserção cultural, econômica e social do artesanato e da produção associada ao turismo. Outro objetivo é criar mais oportunidades para os artesãos, fortalecer o setor e proporcionar maior geração de renda.
Elisângela trabalha com artesanato há 10 anos e conta que tem conseguido, com a ajuda do governo local, participar quase mensalmente de feiras. Ela começou com o trabalho para ajudar o marido na renda da família enquanto fica em casa com os filhos. "Hoje não me imagino fazendo outra coisa."
Carteira do artesão
Para fazer a carteira do artesão, o artista deve comparecer à Unidade de Gestão do Artesanato, na sede da Secretaria-Adjunta de Turismo, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O horário para atendimento é agendado pelo telefone 3214-2810, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. É preciso levar uma foto 3x4, além da carteira de identidade, do cadastro de pessoa física e de um comprovante de residência do Distrito Federal (são exigidas a original e cópia de todos os documentos). O interessado tem de apresentar um produto pronto e um iniciado, que deverá ser finalizado na presença do funcionário da unidade.

Brasília tem 8.640 artesãos cadastrados, dos quais 82% são mulheres. Dessas, 38% tem como a principal fonte de renda o artesanato.
*Informações Agência Brasília
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...