segunda-feira, 7 de março de 2016

Integrantes do PCC são condenados no DF

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), obteve a condenação de seis integrantes de uma célula da organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). O grupo pretendia se instalar no Distrito Federal e na região do Entorno mediante a difusão de sua ideologia no sistema prisional e o ajuste para a prática de crimes graves, principalmente o tráfico ilícito de entorpecentes, crimes contra o patrimônio e a venda ilegal de armas de fogo.


Os réus receberam penas de prisão que vão de nove anos e quatro meses a dez anos e dez meses de reclusão, em regime fechado, além de multa, pelo crime de integrar organização criminosa. As penas foram aumentadas porque houve emprego de arma de fogo e conexão com organizações criminosas independentes. As condenações referem-se a dois processos decorrentes da Operação Tabuleiro, deflagrada em 7 de novembro de 2014 pela Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado (Deco) da Polícia Civil do Distrito Federal. Há ainda outras seis ações penais em curso relacionadas ao caso, com um total de 27 réus.

A atuação do MPDFT contra a organização criminosa também foi objeto da Operação Palestina, deflagrada pela Deco em 9 de novembro de 2015, que resultou no oferecimento, pelo Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional do Ministério Público (Nupri) e pelo Gaeco, de quatro denúncias contra 51 investigados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...