domingo, 24 de abril de 2016

Incêndio destrói casa em Ceilândia e família precisa de doações

A dona de casa Katiane Bezerra da Silva, de 29 anos, mora no conjunto H da QNN 26, em Ceilândia Sul, com a família. Além dela, vivem no lote o marido, dois filhos – de seis meses e 11 anos –, a mãe e três irmãos. Tudo ia bem até que, na madrugada deste sábado (23/4), um incêndio destruiu completamente a casa principal do terreno. Agora, a família reúne doações para reerguer a residência e substituir os itens perdidos.

As chamas começaram a se alastrar por volta de 1h30. “Estava todo mundo dormindo quando um dos meus irmãos ouviu uns estalos. Ele abriu a porta para ver o que tinha acontecido e já viu o fogo tomando conta da sala”, contou Katiane ao Metrópoles. “Ele correu para puxar o sofá e tentou abrir a porta, que ficou empenada por conta do calor, mas não conseguiu. Depois chamou minha mãe e minha irmã e as trouxe para o meu barraco, que fica nos fundos do lote”
Foi quando uma vizinha ouviu os estalos e resolveu verificar do que se tratava. Ela viu o fogo e chamou um outro morador da rua, que conseguiu arrombar o portão e resgatar a família. Ninguém ficou gravemente ferido, mas um dos irmãos de Katiane queimou a testa, o cabelo e os olhos ao tentar apagar o fogo. A mãe, de 68 anos, tentou fugir do incêndio e tropeçou, o que causou um machucado no joelho. Já o filho, de 11 anos, queimou uma parte do pé.
Doações
“A geladeira derreteu, os sofás não existem mais, perdemos cama, televisão, roupas, comida, remédios…”, listou Katiane. “Ainda não conseguimos mensurar tudo o que foi atingido. A casa está com as paredes rachadas e há risco de desabamento, então estamos entrando aos poucos para ver o que foi queimado”, explicou.

Uma amiga da família iniciou uma campanha nas redes sociais para reunir doações. Eles precisam de itens como colchões, objetos de cozinha, alimentos, roupas, fraldas e móveis, além de materiais de construção para reerguer a casa que foi ao chão na madrugada. A mãe de Katiane é hipertensa e tem um stent no coração, então toma muitos remédios – todos perdidos no incêndio.
“Se um anjo da guarda mandar alguém que possa ajudar a levantar a casa, vai ajudar demais. Estamos só fazendo a limpeza para tirar os restos, mas tudo virou pó”, contou uma vizinha da família, que não se identificou.
Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelos números 9244-5460 (Katiane) ou 9564-2471 (Marcos Vinícius, marido de Katiane).
*Informações Portal Metrópoles
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...