sexta-feira, 10 de junho de 2016

Alunos sem aula em Ceilândia, e professores querendo trabalhar


Uma turma do 5º ano da Escola Classe 56 de Ceilândia estão sem aula há dois meses. A professora está de licença médica e até hoje a Secretaria de Educação não convocou um professor temporário,  embora centenas deles aguardam no banco de professores substitutos.

O problema também acontece com alunos do 3º ano da Escola Classe 38 de Ceilândia estão sem aula desde o dia 17 de maio.

"É um absurdo isso acontecer! E o governo sempre coloca a culpa nos professores temporários que não querem as carências por serem curtas. Isso não é verdade! Se os alunos estão sem aulas a responsabilidade é exclusiva da Secretaria de Educação. E tem regras para isso! Se ligar e o professor recusar é só chamar o próximo! Tem centenas aguardando para trabalhar. E se professor recusar o chamado por 3 vezes consecutivas ou 5 vezes alternadas ele é excluído do banco de professores substitutos. Agora dois meses sem aulas  e falar que a culpa por isso é dos professores temporários que supostamente não aceitam a carência é um tanto leviano!" afirmou o diretor do Sinpro/DF, Samuel Fernandes.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...