quarta-feira, 8 de junho de 2016

Bancos de Leite precisam com urgência de doações


Os Bancos de Leite da Secretaria de Saúde do Distrito Federal precisam com urgência de doações de leite materno. Os estoques estão operando no limite, em especial, o Hospital Regional de Taguatinga, onde 33 bebês internados precisavam do alimento na manhã desta quarta-feira (8). Em maio, a unidade coletou 149 litros e a necessidade mensal é de, pelo menos, 250 litros.

Para doar, basta ligar para o telefone 160, opção 4, e agendar para que o Corpo de Bombeiros Militar busque o alimento na casa da doadora. Uma nova opção criada pela Secretaria de Saúde é acessar o site do Amamenta Brasília para fazer o cadastro de doadora. Clique aqui e acesse a página. 

"Estamos precisando de uma ajuda das mães saudáveis, que estejam amamentando. Temos Unidades de Terapia Intensiva Neonatais espalhadas no Distrito Federal inteiro que precisam de leite materno para os recém-nascidos internados", disse a coordenadora dos Bancos de Leite do Distrito Federal, Miriam Santos.

De acordo com último relatório de produção, os bancos de leite do DF arrecadaram, juntos, 1.279 litros em abril, e, 1.297 litros em maio, que alimentaram 751 e 845 crianças, respectivamente. Já o número de doadoras caiu significativamente no mesmo período, passando de 509 para 410, ou seja, quase 100 mães a menos doaram.

DOAÇÃO – Toda mãe saudável que estiver amamentando e com excesso de leite pode colaborar. A chefe do Banco de Leite do Hospital de Taguatinga, enfermeira Maria das Graças Rodrigues, explica que a partir do momento em que a mãe domina a técnica da coleta do leite, o procedimento se torna bastante simples.

A mulher precisa apenas ser "criteriosa e cuidadosa" para que o leite coletado não seja contaminado. A estratégia é usar um lenço ou uma touca no cabelo e uma máscara, além de higienizar bem as mãos e usar um frasco de vidro com tampa de plástico limpos. As doadoras também podem ter acesso ao kit completo nos bancos de leite. "A doação de leite salva muitas vidas, não importa a quantidade doada. Há bebês que recebem um mililitro de leite a cada dieta", explica.

As mulheres que moram no Entorno podem entrar em contato diretamente com os hospitais da região. Em Águas Lindas o atendimento pode ser pelo Hospital de Brazlândia (HRBz); em Santo Antônio, no Hospital de Ceilândia (HRC), e as moradoras de Planaltina de Goiás, pelo Hospital de Planaltina (HRPl). Quanto às mães que são de Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental e até Luziânia poderão entrar em contato com o Hospital do Gama (HRG) ou Hospital de Santa Maria (HRSM).

CUIDADOS:

As mães que são doadoras devem observar alguns cuidados para coletar o leite:
- Para armazenar o leite utilizar frasco de vidro com tampa de plástico
- Colocar vidros e tampas numa panela e cobri-los com água
- Ferver tudo por 15 minutos
- Deixar vidros e tampas escorrerem sobre um pano limpo até secar. Fechar o vidro sem tocar na parte interna da tampa.
- Colocar touca ou lenço para cobrir os cabelos.
- Colocar fralda ou máscara sobre o nariz e a boca.
- Lavar as mãos e braços até o cotovelo com sabão e água
- Antes de iniciar a coleta, lavar as mamas apenas com água
- Secar as mãos e as mamas com uma toalha limpa
- Evitar conversar durante a retirada do leite
- Retirar o leite quando as mamas estiverem muito cheias, antes ou depois das mamadas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...