quarta-feira, 15 de junho de 2016

Jéssica Leite pode ter sido morta por um conhecido, diz polícia


(Portal Metrópoles) A polícia não descarta qualquer possibilidade no caso do assassinato da estudante Jéssica Leite, de 20 anos. A jovem foi morta a 200 metros de casa, na EQNL 21/23 de Taguatinga, na tarde de terça-feira (14/6). Segundo o delegado Flávio Messina Alvin, da 17ª Delegacia de Polícia, o autor do crime pode ser um conhecido da universitária, já que ela mudou a sua rotina e permaneceu por cerca de 15 minutos no local em que foi assassinada.
“É um caso muito diferente, porque não levaram nada. Quando policiais chegaram no local, o corpo estava cercado por moradores. Pode ser que o celular levado nem esteja com o assassino”, afirmou na manhã desta quarta (15). A polícia também está em busca das imagens de câmeras de segurança das casas e comércio próximos ao local do crime.
De acordo com ele, no dia do crime a jovem saiu mais cedo de casa dizendo que ia para a faculdade. No entanto, ela desviou o caminho em direção ao ponto de ônibus e sentou em um banco no Ponto de Encontro Comunitário (PEC), local em que acabou morta. “O telefone ainda não foi localizado. A polícia está tentando rastrear o celular e ter acesso a e-mails e conversas de WhatsApp“, explicou o delegado.
O policial contou que Jéssica tinha uma pequena lesão no dedo, o que indica que tentou reagir. Uma das dificuldades encontradas pela polícia é que não há testemunhas. Ninguém viu ou ouviu gritos e nem movimentação estranha. “Inicialmente, o caso começou a ser apurado como latrocínio, mas como não levaram a bolsa, o caso pode ser investigado como homicídio”, ressaltou Alvin.

*Informações Portal Metrópoles

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...