segunda-feira, 13 de junho de 2016

Polícia de Ceilândia desmascara vendedor que inventou sequestro para salvar casamento


O vendedor Valdenir de Araújo, 39 anos mentiu ao afirmar que teria sido alvo de extorsão e passado mais de 15 horas nas mãos de bandidos. De acordo com um primeiro depoimento, na tarde de sexta-feira (10/6), em um semáforo na avenida Samdu, em Taguatinga, três ladrões se aproximaram rapidamente do carro de Valdenir, o abordaram e começaram uma sessão de medo e tortura que durou mais de 15 horas, e acabou em uma estrada de terra no Incra 9, região agrícola de Brazlândia. Era tudo mentira. Ele confessou nesta segunda-feira (13/6), à Polícia Civil, que inventou tudo porque havia ficado a noite fora de casa, na farra, e queria “salvar” o casamento.

O veículo foi encontrado trancado e com pouco combustível, à beira da estrada. Próximo a ele estava o celular quebrado da vítima. O veículo ficou retido na 24ª Delegacia de Polícia do Setor O, de Ceilândia, e passou por perícia na última segunda-feira (13/6). 
Porém, a mentira não resistiu ao depoimento. Pressionado, ele confessou ao delegado Ricardo Viana, chefe da 24ª Delegacia de Polícia (Ceilândia), que passou a noite em um farra com uma mulher e amigos, até as 10h do dia seguinte, e inventou a história para evitar o fim de seu casamento. Valdenir foi indiciado por falsa comunicação de crime.
*Com informações do portal Metrópoles 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...