sexta-feira, 24 de junho de 2016

Quem pagou para 'furar fila' da Codhab perderá casa


O secretário de Habitação do Distrito Federal, Thiago de Andrade, afirmou ao site G1 nesta sexta-feira (24) que as pessoas que pagaram para "furar a fila" do programa habitacional Morar Bem perderão os imóveis e as cooperativas envolvidas em irregularidades serão excluídas do cadastro da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab).

A Polícia Civil prendeu 15 pessoas nesta quinta-feira, incluindo um assessor do senador Hélio José (PMDB-DF), suspeitas de facilitar a aquisição de casas e terrenos "sem fila e burocracia". A operação ganhou o nome de Lote Fácil. Os interessados pagavam até R$ 15 mil para con seguir um imóvel sem ter de esperar na fila.
Já foram pedidas as quebras dos sigilos bancário e fiscal dos investigados. O secretário disse aguardar o desenrolar das investigações  para descobrir quantas pessoas e entidades estão envolvidas nas fraudes.
O secretário não descartou que possam existir fraudes em programas de governos passados. “Há alguns anos o DF só tem o Morar Bem, então o esquema descoberto faz referência a esse programa. Mas como é um crime antigo, é possível que possa haver resquícios de fraudes em programas de outros governos.”
Andrade disse que a a secretaria vai ampliar a fiscalização, refazer cadastros e realizar visitas in loco. “Nós vamos reforçar a fiscalização e fazer o recadastramento das cooperativas, passando um pente-fino e fazendo visitas pessoais ao locais da habitação. Agora, mexer em critérios da fila, não. Já fizemos isso no ano passado, com cruzamento de dados, e já fizemos a exclusão de pessoas que não estão mais nos critérios.”
*Com informações do G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...