domingo, 24 de julho de 2016

Acusado de estuprar e matar Talitha Cacau em Ceilândia é preso um ano após o crime


(Metrópoles) A Polícia Civil do Distrito Federal colocou fim no mistério da morte da jovem Talitha Cacau Rocha Passos, 25 anos. Após um ano de investigação da 24ª Delegacia de Polícia, o autor do crime brutal foi preso. Em depoimento, Diogo dos Santos Pestana deu detalhes do latrocínio. A vítima foi encontrada morta e estuprada em uma estrada de terra à direita da DF-451, em Ceilândia, no ano passado.

Os investigadores chegaram até o criminoso após rastrear o celular da vítima. Diogo estava com um mandado de prisão em aberto por tentativa de estupro em Águas Lindas (GO), caso semelhante ao que ocorreu em Ceilândia.
Os policiais passaram a monitorar o suspeito, que acabou sendo preso nesse sábado (23/7) e confessou o crime com detalhes. Diogo guardava calcinhas, camisinhas, gel lubrificante e remédios. Os objetos foram apreendidos. Ele foi indiciado por estupro e latrocínio.
Talitha Cacau Passos desapareceu na noite de 27 de junho de 2015. Ela voltava para casa após o trabalho. A jovem atuava como operadora de caixa em um shopping do Guará. O último contato da vítima com a família foi no momento em que ela pegou um coletivo.

O marido, que sempre a esperava na parada de ônibus, estranhou a demora da mulher e começou a ligar para ela. O celular de Talitha, no entanto, já estava desligado. Com o desaparecimento, a família passou a fazer buscas em Goiás e em Brasília.
Campanhas nas redes sociais também foram divulgadas. O corpo da jovem foi encontrado com sinais de asfixia dois dias após o desaparecimento, em uma estrada de terra da DF-451. Talitha era mãe de filhos pequenos.
*Informações portal Metrópoles
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...