terça-feira, 26 de julho de 2016

UPA de Ceilândia passa a concentrar atendimento de clínica médica


A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia passou a concentrar o atendimento de clínica médica que era realizado pelo hospital regional. Com a alteração, realizada nesta segunda-feira (25), todos os moradores da região que precisarem de assistência nesta especialidade devem se dirigir exclusivamente à UPA. Atendimentos de emergência em pediatria, ginecologia, ortopedia, cirurgia geral e odontologia permanecem no Hospital Regional de Ceilândia.

A alteração do local de atendimento, de acordo com a Superintendência da Região de Saúde Oeste – que engloba Ceilândia e Brazlândia – é estratégica no sentido de concentrar a força de trabalho em um único local e oferecer melhor assistência à população.

“Após várias reuniões e conversas com as equipes das duas unidades, optou-se por montar um serviço onde o usuário pudesse ter o melhor tratamento e para que a UPA cumpra seu papel de pronto atendimento em sua total capacidade”, destacou a superintendente da Região de Saúde Oeste, Talita Lemos Andrade.

Nesta segunda-feira (25), primeiro dia de atendimento com esta nova estratégia, foram atendidos 213 pacientes. Destes, 128 foram classificados como verde, cor que representa um quadro clínico sem gravidade e que poderia ter sua demanda por assistência absorvida em um centro de saúde próximo à residência.

A UPA Sol Nascente foi inaugurada em abril de 2014, possui 2,5 mil metros quadrados de área construída e tem capacidade para atender até 400 pacientes por dia.

Para garantir o atendimento constante, a escala médica foi montada para que tenha, no mínimo, dois clínicos durante o dia e três à noite. Nesta terça-feira (26), dois clínicos atenderam pela manhã, três prestam atendimento à tarde e a previsão para a noite é que três profissionais atuem na unidade.

MELHORIAS - Em paralelo a esta alteração no atendimento aos pacientes adultos, será iniciada, nesta quarta-feira (27), a reforma da Sala Amarela, local destinado ao tratamento de pacientes em estado grave.

Nestas intervenções estão inclusos serviços de readequação de espaço, pintura, revisão de pontos de oxigênio, elétricos, entre outros. Esta obra faz parte da manutenção predial do HRC.

*Informações Agência Brasília
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...