segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Obras para a construção da Praça da Juventude em Ceilândia são retomadas


Com investimento de R$ 2,7 milhões, obra na QNN 13 ( ao lado do Centro Cultural) vai substituir antigo ponto usado por usuários de drogas na cidade.

O que antes era um abrigo de usuários de drogas, de fugitivos da Justiça e de moradores de rua se tornará um lugar para contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população de Ceilândia. 

As obras estão a todo vapor, e em 2017 a comunidade contará com mais esse importante espaço.

De acordo com a deputada distrital Luzia de Paula (PSB) essa é uma reivindicação antiga da comunidade. “É mais uma alternativa de entretenimento e lazer para todas as idades e, principalmente, ajudar a reduzir os índices de violência na região”, enfatizou.

A nova opção para a prática de esporte e lazer fica na QNN 13, ao lado da estação de metrô Ceilândia Norte, em local abandonado e anteriormente conhecido como Castelo de Grayskull.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos, a obra tem investimento de R$ 2,7 milhões oriundos de emenda parlamentar federal e ocupará área de 8,1 mil metros quadrados.

“O projeto é pensado nos moldes de um minicentro olímpico, no qual o frequentador tem diversos equipamentos esportivos para a prática de atividades saudáveis”, explica Márcio Buzar, diretor de Edificações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), responsável pela execução.

Quadras poliesportivas e paisagismo fazem parte do projeto pistas de caminhada, para salto triplo e salto em distância, com sistema de iluminação específico em cada uma delas. Haverá paisagismo, totem e mastro para bandeiras.

Serão feitos também quadra de vôlei de praia, área destinada a exercícios e alongamento, pista de skate, campo de futebol society, quadra poliesportiva coberta, vestiários, teatro de arena com palco, quiosque de alimentação, arquibancadas e sanitários com acesso a pessoas com deficiência, além de um centro de convivência com salas para ginástica, atividades para idosos, administração e reuniões.

“Nós sabemos bem o que era essa área e para que ela servia”, afirmou o administrador regional de Ceilândia, Vilson José de Oliveira. “Oficialmente, a partir de agora, a criminalidade e a violência darão lugar a práticas saudáveis e intelectuais”, completou.


Obras retomadas

A obra iniciou-se em março deste ano. Logo no início das escavações e fundação da estrutura foram encontrados restos da estrutura anterior, como ferragens e outros objetos que atrapalharam o processo.

A Secretaria de Infraestrutura (Sinesp) junto à Novacap tiveram de readequar o projeto inicial, e os técnicos concluíram essa readequação estrutural. Na semana passada, a obra voltou a ser executada em ritmo acelerado. 

Devido à este imprevisto, poderá ocorrer atraso na entrega da obra, que inicialmente estava prevista para outubro deste ano. Porém, até o início de 2017 estará pronta. 

*Com Informações da Administração Regional de Ceilândia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...