sábado, 24 de setembro de 2016

Escola rural de Ceilândia faz exposição de artesanato produzido com materiais recicláveis


[Agência Brasília] A 11ª edição da Festa Cultural da Escola Classe Córrego das Corujas, na área rural de Ceilândia, expôs, na tarde deste sábado (24), materiais educativos e produtos agrícolas produzidos por alunos de 6 a 14 anos ao longo deste ano. Os 60 estudantes e 25 profissionais que atuam na unidade, com a ajuda de colaboradores da comunidade, também participaram de apresentações culturais no evento, que contou com a presença do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, além da deputada distrital Luzia de Paula (PSB) e dos secretários de Educação, Júlio Gregório, e de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, José Guilherme Leal.

Rollemberg parabenizou a comunidade escolar pela exposição – que incluía artesanatos produzidos com sucata e material reciclável – e ressaltou que o governo promove melhorias na região do Córrego das Corujas para ampliar o conforto e a segurança de estudantes, pais e professores. “A iluminação pública na área, instalada com emendas parlamentares, e a constante fresagem do asfalto feita pelaNovacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil) asseguram uma melhor condição de vida à comunidade”, destacou o governador.

A escola tem 60 alunos, que estudam em um período de 10 horas. Na unidade, as atividades seguem o currículo da Educação Básica, mas, por ser rural, as disciplinas são adequadas à realidade deles. “Os alunos aprendem bastante sobre aspectos relacionados à vida no campo”, explicou a diretora da unidade, Suélia Gomes.


Segundo o Conselho Regional de Desenvolvimento Rural e Sustentável de Ceilândia, um dos nove existentes em Brasília, a região é uma das maiores em produção agrícola do DF. Na Escola Classe Córrego das Corujas, alunos e professores produzem alimentos como tomate, couve, alface e cheiro verde.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...